2 Israelense presos por fraude contra a França

Em plena crise do Coronavírus no país, dois israelenses tentaram se aproveitar de um dos países que mais sofre com a pandemia e agora vão pagar muito caro por isso.

Os dois são suspeitos de cometer fraude na França durante o período Coronavírus, foram presos e serão extraditados para a França durante a investigação. Os dois, presos no mês passado, são suspeitos de se passarem por executivos de negócios e se apresentarem como se estivessem no meio do desenvolvimento de uma cura para o Coronavírus. Assim, eles conseguiram retirar cerca de € 60.000 euros de três empresas francesas.

Em uma ação incomum ontem, investigadores policiais entraram com uma ordem de extradição internacional contra os suspeitos, dois moradores de Raanana com cidadania francesa, que se aproveitaram da situação e supostamente fraudaram as empresas francesas.

Os dois, de acordo com as queixas acumuladas na França, personificaram executivos de negócios e tentaram vender para grandes cadeias alimentares o equipamento médico necessário durante o período do Coronavírus. Suspeita-se que as tentativas foram feitas pelos suspeitos enquanto estavam em Israel. Eles abordaram os escritórios de dezenas de empresas de alimentos na França por vários meios, personificando executivos seniores e pedindo grandes somas de dinheiro.

Agora, os dois israelenses-franceses, vão ser deportados e julgados por fraude contra a França, bem longe de suas família.

Fonte: YnetNews