696 alunos de Jerusalém ficarão em quarentena

O Ministério da Educação anunciou que 696 alunos e professores da Escola Yad be’Yad, uma escola pluralista, de Jerusalém ficarão de quarentena, após uma visita que eles fizeram em Belém e após o incidente de Corona.

A Escola Yad be’Yad fica próxima a um bairro árabe e conta com a participação de crianças de diversas ramificações da sociedade em Jerusalém. Entre os estudantes estão alunos religiosos e seculares, judeus, muçulmanos, cristãos, drusos, circassianos e armênios, todos de bairros judeus e árabes de todos os cantos de Jerusalém.

Infelizmente, a infeliz decisão de fazerem uma visita a Belém, que já estava de quarentena por causa do Coronavírus, os obrigará a ficarem em suas casas de quarentena por pelo menos 15 dias.