Anti-semitismo na Europa está transbordando

Anti-semitismo – Até parece que não tivemos a Segunda Guerra Mundial na qual pelo menos 6.000.000 milhões de judeus foram sistematicamente exterminados por puro anti-semitismo doutrinário. Este demônio do anti-semitismo parece estar atacando novamente através das massa manipuladas, afim de atingir os judeus.

De acordo com um novo relatório, 1.666 atos antissemitas foram registrados na Alemanha em 2018 – um aumento de 9,4% desde 2017. O número de ataques violentos antissemitas na Alemanha aumentou de 37 em 2017 para 62 no ano passado, 43 pessoas ficaram feridas.

Um dos mais horríveis ataques anti-semitas foi registrado em abril passado. Um sírio de 19 anos foi documentado em Berlim e estava atacando Adam Arush, um árabe israelense, e um amigo judeu conduziram um experimento para ver se era realmente perigoso para os judeus passearem pela Alemanha. Então ele foi atacado.

Um tribunal alemão condenou o agressor a apenas um mês de prisão, uma vergonha que incentiva a impunidade dos anti-semitas.

Os atos anti-semitas na França cresceram 74% no ano passado, segundo o governo francês. 541 incidentes ocorreram em 2018.

Ontem, o ministro do Interior francês visitou um subúrbio de Paris, onde uma árvore em memória de um jovem judeu que foi torturado até a morte em 2006 havia sido cortada. Christophe Castaner disse que “o anti-semitismo estava se espalhando como veneno”.

“Eu precisava dizer, em nome do governo, em nome do presidente, em nome da França, que hoje à noite nós lamentamos a memória de Ilan Halimi”, disse ele. “Como nós o prejudicamos há 14 anos atrás. Pela minha presença aqui esta noite em nome do governo e em nome da República da França, quero dizer a cada pessoa pode fazer uma escolha religiosa, neste país, que eles devem ser e serão protegidos ”.

Fonte: Euronews – Imagens: Youtube