Atropelamento em manifestação ilegal em Tel Aviv

Horas após o Parlamento de Israel ter votado uma lei que impede manifestações durante estados de emergência e quarentena por causa da pandemia do Coronavírus, milhares de israelenses começaram a realizar manifestações na região central do país, em especial em Tel Aviv.

Durante as manifestações, milhares de policiais estiveram em operação, e iniciaram-se agitações e badernas. Em um determinado momento, segundo a denuncia da pessoa que foi atropelada, um motorista parou, e logo a seguir acelerou “contra a multidão”.

Horas depois do incidente, e da mulher que ficou ferida ter sido levada ao hospital, um homem de 35 anos foi detido para investigações, sendo investigado por de ter sido o motorista que teria atropelado e fugido da “cena do crime”, mas o fato é que cada um conta uma versão do caso.

Segundo o motorista de 35 anos, seu veículo foi cercado por manifestantes e ele se sentiu ameaçado de linchamento pelo multidão, e este teria sido o motivo pelo qual parou e depois acelerou. A polícia salientou que até o momento nenhuma queixa formal foi feita à polícia sobre o incidente. “Convocamos testemunhas oculares e os envolvidos para registrar uma reclamação conforme necessário, para que o quadro completo seja esclarecido”, disse a polícia.

Fonte: IsraelHayom e YnetNews – Foto: Porta-voz da Polícia de Israel

1 comentário em “Atropelamento em manifestação ilegal em Tel Aviv”

Os comentários estão encerrado.