Benjamin Netanyahu se encontrou com famílias de soldados mortos em batalhas

Dias antes do Di, o Primeiro Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu se encontrou com famílias de soldados mortos em batalhas.

Todos os anos, o Povo de Israel para afim de lembrar os seus mortos em todas as batalhas pela existência do Estado de Israel e em todos os atentados contra o Povo de Israel.

O Dia da Memória ocorre um dia antes do Dia da Independência do Estado de Israel e ele se encerra no momento em que começam as comemorações da Independência.

Amanhã em Israel será marcado pelo dia do Holocausto em Israel, também conhecido como o Yom Hashoah, o dia mais triste do Povo de Israel, quando se para afim de lembrar o extermínio de Seis Milhões de Judeus pelos Nazistas da Alemanha.

Após a agradável reunião de crianças de famílias das vítimas, Benjamin Netanyahu levou-os para mostrar seu escritório a pedido de uma das crianças.

Ao chegar no escritório, Benjamin Netanyahu mostrou duas espadas antigas descobertas em escavações arqueológicas, uma dos romanos do ano 70, e outra dos judeus. E ele concluiu dizendo para as crianças, “os romanos já não estão mais aqui, nós estamos aqui”.

O Povo de Israel, mesmo depois de 2000 anos continua lutando em sua terra por sua sobrevivência, não resistindo a todos os que se levantam na tentativa de exterminar o povo judeu novamente.

Os inimigos no passado foram os Romanos, os Persas, os Babilônios, os Cruzados, os Inquisicionistas, os Nazistas, hoje são os Palestinos e os Iranianos, mas o Povo de Israel prevalecerá para sempre.

Fonte e imagem: Israel GPO