Como era lançar a sorte na antiguidade e na Bíblia

Haviam diferentes maneiras de lançar a sorte no passado:

Os babilônios usavam o “destino das flechas”, no qual escreveriam os nomes das cidades nas flechas e puxariam aleatoriamente uma das flechas e se virariam para conquistar o nome da cidade escrito nela.

Os romanos tinham pedras de sorte pretas e brancas que eles lançariam. Da mesma forma, alguns atirariam um objeto marcado e, de acordo com a forma de sua queda, tomariam uma decisão.

Os chineses usavam letras com paus em um copo e, depois de sacudir e soltar as letras, tentariam anexá-las e criar palavras significativas.

De acordo com a interpretação talmúdica, a sorte da divisão da terra foi feito por meio de votos. Em um pedaço cerâmica eles escreveram os nomes das tribos e na outra os nomes dos domínios, e cada vez eles colocaram um nome de tribo e um nome de domínio.

Alguns acreditam que o uso de Urim e Tumim descritos na Bíblia, foi uma forma de sorte, em que os culpados eram capturados, ou decisões táticas eram tomadas.

No passado se utilizava também ossos para lançar a sorte, e pedaços de madeira, como os que se usam em filmes até nos dias de hoje.

A palavra sorte em Hebraico quer dizer Goral, ou seja, destino. E é bem mais provável que o “lançar a sorte” na Bíblia esteja mais relacionado a escolha do que aos objetos mágicos em si. Ou seja, depois de ponderação sobre os fatos, depois de alcançado duas opções mais lógicas, escrevia-se em dois pedaços de cerâmica uma palavra para cada uma das opções, aí pedia-se para a pessoa fazer a escolha entre elas.

Em minha opinião, não devemos lançar a sorte, devemos sim orar, ponderar e lembrar que até mesmo o silêncio do Senhor é em si uma resposta para nós.

Foto acima: Dado Romano, normalmente feito de osso

3 comentários em “Como era lançar a sorte na antiguidade e na Bíblia”

  1. Interessante.Hoje,na minha opinião erradamente,muitos cristãos pegam uma Bíblia,fecham os olhos e a abrem aleatóriamente e põem o dedo em algum lugar.Então,abrem os olhos e lêem,acreditando que o versículo apontado é a fala de Deus para eles.Isso é errado pois já vi isso acontecer e ,na maioria das vezes,o verso é totalmentte inadequado para orientar a vida da alguém.Aí,repetem o processo até ‘dar certo’,ou seja,até ser agradável ao crente.
    Revelação assim é fajutice.

  2. Shabat Shalom….1Sm 23;2 Consultou Davi ao Senhor a Adonai. 2Cr 34;21 consultai ao Senho….mtas vezes pedi ao Esp Sto respostas e tive atraves de sonho visoes e sinais de Deus…e tbm pela palavra…mas temos q estar em comunhão com o Espirito de Deus…tbm ele usa Yeshua e anjos e ate pessoas como tbm usou um jumento pra falar com o falso profeta Balaao….uma vez pedi q Deus escolhece o sinal para confirmar oq me disse e as pessoas diziam q não era de Deus…ele disse olhe pra lua…era lua cheia olhei 3 dias no 3○ não consegui dormir…e depois da maia noite vi um clarao debaixo da cortina de blekcat…foi na sacada e vi a lua a pino maior q peneu de trator a luz não fazia efeito na rua….e glirifiquei a Deus pela resposta e poder…e ele disse; são desobedientes não crêem q veio de mim a palavra….e mtas outros sinai….q um dia dexarei escrito. Creiam Israel Deus ouve e ve tudo..vossa dor injustiça morte ou erro …de tds os povos e religiões.

Os comentários estão encerrado.