Contagem Regressiva: 25 dias para completar 70 anos do Estado de Israel – ONU

Contagem Regressiva: Estamos apenas há 25 dias para completar 70 anos de Independência do Estado de Israel e a ONU parece estar mais islamista do que nunca. Financiada por países como Irã, Arábia Saudita, Qatar, Dubai e outras ditaduras, esta organização já deixou há muito tempo de representar um veículo de justiça entre as nações.

Mais uma vez, durante a noite de ontem, sabendo que representantes de Israel não podem estar na seção da “Comissão de Direitos humanos da Organização das Nações Unidas” por ser Shabbat. A Comissão de “Direitos Humanos” aprovou somente uma decisão contra o Irã e uma decisão contra a Síria, mas contra o Estado de Israel aprovou nada menos que cinco decisões.

Nos últimos anos a ONU – Organização das Nações Unidas está se tornando Organização das Criminosas Nações Unidas, eliminando qualquer discurso real que se volta contra as nações islamistas, que ferem todo tipo de direito humano, onde opositores as ditaduras e cristãos são mortos sem direito a julgamento, pendurados em praças públicas e muitas vezes massacrados.

Enquanto isso, esta organização que há muito perdeu a legitimidade se volta contra o Estado de Israel, o único em todo Oriente Médio que respeita suas minorias, sejam muçulmanos, cristãos e outros. Onde as mulheres gozam de igualdade de direitos em todos os antros da sociedade. A única alegação é de que Israel está fazendo uso de terras que teria conquistado, fato que é real, mas os palestinos não eram os proprietários das terras, o país que as regia era a Jordânia que perdeu a guerra. Infelizmente tanto a Jordânia contra a ONU e os palestinos não entendem o que significa perder uma guerra. Nem mesmo entendem o que significa rendição, e continuam incitando o Mundo contra o Estado de Israel e contra os judeus de uma forma geral.

Em resposta as decisões tomadas sorrateiramente, a Embaixador dos Estados Unidos na ONU mandou um recado severo. Se a “Organização das Nações Unidas” não parar com a politização e o partidarismo pró palestino, o Estado Unidos cortarão as verbas e abandonaram esta que já está se tornando uma organização tendenciosa e quase uma máfia islâmica. Enquanto as decisões contra o Estado de Israel estão sendo feitas baseadas na falsa alegação de apropriação indébita, em países como o Irã, a Jordânia, a Arábia Saudita, a Mauritânia, o Iraque e a lista é grande, a oposição é massacrada, as mulheres são violadas debaixo da proteção da lei e as crianças não tem direitos básico de sobrevivência. Sem excessão, todos os países vivem debaixo de ditadura, seja como reinos camuflados, seja como democracia camuflada. Enquanto isso, a elite destes países gozam de todos os benefícios que famílias imperialistas gozaram ao longo da história.

Por enquanto, a ONU continuará sendo parcial, pró-palestina e contra os verdadeiros direitos humanos.

Imagem: Sede da ONU em NY, PixaBay