Coronavírus em Israel: 158 mortos e 13.107 contaminados

O Ministério da Saúde anunciou os dados da crise do Coronavírus em Israel, o aumento no número de contaminados e a redução dos casos graves demonstra que a curva estatística da epidemia está se estabilizando.

Além dos 158 mortos desde o início da crise, 167 pessoas ainda estão em estado grave, dos quais, 118 estão conectados a aparelhos de respiração sangüínea e mecânica. Com o aumento do número de mortos em mais 10 pessoas, houve uma queda brusca no número de doentes em estado grave.

Além disso, 145 pessoas estão em condição médica média, ontem este número era de 157 pessoas, ou seja,12 pessoas tiveram uma melhora significativa. Ainda, segundo os dados do Ministério da Saúde, 9.390 pessoas estão em estado leve.

7.038 pessoas estão sendo tratadas em suas próprias residências, 1.989 pessoas estão sendo tratadas em hotéis e apenas 590 estão sendo tratadas nos hospitais do país.

Volta progressiva a normalidade

O Governo de Israel e o Ministério da Saúde divulgaram que se iniciarão uma série de regras que visam o retorno progressivo a normalidade, visto que o Estado de Israel conseguiu manter, através das medidas, o número de fatalidades na casa das dezenas apenas.

Uma das principais medidas é a liberdade dos cidadãos de poderem se locomover até 500 metros de sua residência ao invés de 100 metros apenas. Outra importante medira é o aumento da força de trabalho de apenas 15% para 30%, o que representa pouco menos de um terço da força trabalhadora.

As medidas visam manter um certo controle na Coronavírus em Israel, e ao mesmo tempo começar a acelerar gradualmente a economia do país. A preocupação em Israel, bem como em todo Mundo, é que o país supere o risco da epidemia sem quebrar a economia da nação.

Os próximos dias e semanas serão uma prova de fogo comportamental para a sociedade em Israel, e qualquer aumento drástico de contaminação poderá levar o governo a impor novamente as restrições a população.