Coronavírus levou número de desempregados para 1 milhão em Israel

A taxa de matrículas como candidatos a emprego na faixa etária mais jovem até 24 anos saltou de 17,1% em março para 20,5% em setembro – o índice mais alto para esta faixa etária desde o início da pandemia do Coronavírus no país.

A taxa de inscrições como candidatos a emprego até 34 anos subiu para nada menos que 49,5% em setembro, que estava antes de março em 47%.

Isto surge de um novo relatório do Serviço de Emprego, que também mostra que o disparate entre homens e mulheres no mercado de trabalho pode agravar-se ainda mais no encerramento deste segundo semestre.

A taxa de matrículas como candidatos a emprego em setembro foi de 62,7%, ainda maior que a alta de março – 57,1%. O número de desempregados bateu novo recorde chegando a nada menos que cerca de 1 milhão de desempregados, uma taxa muito alta para uma população total de cerca de 10 milhões de israelenses.