Coronavírus: Muçulmanos não foram as mesquitas

A ameaça do Coronavírus é tão grande que não somente paralisou igrejas e sinagogas no fim de semana, mas também centenas de milhões de muçulmanos em todo o Mundo não foram as mesquitas a pedido das autoridades islâmicas.

Parece que nem mesmo Allah foi capaz de manter a fé muçulmana, e a liderança do Hamas mandou fechar as mesquitas na Faixa de Gaza depois que a pandemia do Coronavírus chegou na região, os primeiros casos em Gaza começaram a se revelar no fim de semana.

Até agora, a região de Gaza e no sul de Israel praticamente não haviam casos do Coronavírus, isso se deve por causa de dois fatores combinados, o primeiro o clima relativamente seco, menos de 40% de humidade relativa do ar, o segundo, as temperaturas elevadas, ou seja, acima de 22 graus.

O problema é que bastou uma frente fria com muitas chuvas e até mesmo neve no Monte Hermon, para o jogo mudar, então surgiram os primeiros casos no sul de Israel e na Faixa de Gaza. Esta é a primeira vez que Israel não precisou revidar aos disparos do Hamas, o Coronavírus está impedindo os terroristas de saírem nas ruas.

Fonte: YnetNews, Foto: PixaBay