Crescem os Protestos Contra o Hamas em Gaza

Curso Herança Judaica do Novo Testamento

A triste realidade na faixa de Gaza parece que pode mudar, se não agora, em uma questão de meses.

Palestinos que tinham medo de criticar o governo terrorista do Hamas estão aos poucos criando coragem e falando abertamente daquilo que estão passando.

As críticas foram feitas por Ziad Abu Halul, um dos oficiais do governo palestino em Gaza ao jornal Asharq Al-Awsat que é publicado em Londres.

“Hamas disparou mísseis contra Israel e não conseguiu fazer quase nenhum dado para eles enquanto aqui centenas de casas e prédios foram completamente arrasados, estamos dizendo para o Hamas, Pare com os mísseis, isto não funciona! Isto noz traz muito sofrimento!”

Além disso, um comentarista político palestino Hanny Habib, declarou que a principal pergunta é:

“Porque o Hamas não aceitou a proposta egípcia quando o número de mortos era de cerca de 200 pessoas? Agora ainda estão negociando quando o número é proximo de 2000. Enquanto nada aconteceu em Israel, o solo de Gaza se tornou em ruínas…”

Segundo a imprensa, a intensão do Egito é enviar para a faixa de gaza cerca de 5000 agentes de segurança para controlar as passagens de fronteira com Israel, desta forma a força do Hamas se enfraqueceria e a Autoridade Palestina voltaria a controlar a região.

Por enquanto não há luz no fundo do túnel, as negociações continuam no Cairo sem nenhum resultado claro.

Os palestinos em Gaza ainda se sentam nas ruas ao ver o fim de suas casas e do seu Mundo bem diante dos seus olhos…