Descobertas arqueológicas junto ao Muro das Lamentações

Alguns metros apenas de onde milhares de pessoas rezam todos os dias, no Muro das Lamentações, a Autoridade de Arqueologia e o Fundo de Herança Cultura do Muro Ocidental, estão sendo feitas novas descobertas incríveis.

Debaixo de uma construção de da era bizantina, cerca de 1400 anos atrás, foi descoberto um novo cômodo, totalmente escavado na rocha original, repleto de nichos para colocar objetos, e outros menores para colocar lâmpadas de azeite.

Com a continuidade das escavações, descobriram uma outra passagem que leva a mais um cômodo, onde outros nichos foram achados, um deles, provavelmente para segurar uma prateleira.

Nos umbrais das portas das entradas podem ser vistas também os nichos que prendiam as portas e os ferrolhos. Agora os arqueólogos estão tentando entender para que esta estrutura escavada na rocha, de 2000 anos atrás, era usada. Se era talvez um depósito debaixo de uma residência, ou se foi usado para os judeus se esconderem durante a grande revolta judaica do ano 70 EC. e posteriormente em 135 da EC.

Durante as escavações foram encontrados também utensílios que testemunham do passado, entre eles um pedaço de uma xícara de pedra, que segundo o judaísmo, não pegava impurezas e podia ser reutilizado. Este tipo de utensílio é muito comum em torno de onde ficava o Templo no primeiro século. Foram achados também diversos pedaços de lâmpadas de azeite, das vésperas da destruição do Templo.

Também achamos lâmpadas de 1000 anos depois, com desenhos de cachos de uvas onde se pode ver ainda o carvão, provando que estavam ainda em uso. Além de um pedaço de capitel de uma coluna da era bizantina. Estes são testemunhos da vida de pessoas que viveram no local.

Na abertura da grande construção que foi revelada nas escavações, ainda se pode ver a abertura na rocha que prendia a porta. De acordo com a história, em 1035, uma sinagoga no local foi destruída, e depois foi reconstruída com doações dos judeus da cidade de Tiro, no Líbano, para os judeus de Jerusalém.

Sem dúvida alguma, Jerusalém nunca para de nos surpreender.

Fonte e Imagens: Autoridade de Antiguidades de Israel

1 comentário em “Descobertas arqueológicas junto ao Muro das Lamentações”

Os comentários estão encerrado.