Diplomata Britânico: Boicote a Israel é Anti-Semitismo

A União Européia está se alinhando com relação ao BDS: o Secretário de Relações Exteriores britânico, Jeremy Hunt, disse nesta terça-feira que o boicote de Israel é “anti-semita”.

Hunt, considerado um dos futuros herdeiros da primeira-ministra britânica Theresa May, postou no Twitter em resposta a uma decisão do parlamento alemão de aprovar uma lei que define boicotes a Israel como anti-semitismo.

“As tempestades no Oriente Médio nos lembram da necessidade urgente de paz: uma solução de dois Estados, mas as bases para a paz são respeito e coexistência … o boicote de Israel – o único estado judeu no mundo – é anti-semita”, disse ele.

Políticos de vários partidos importantes do Bundestag transformaram a Alemanha no primeiro país europeu a aprovar uma lei que compara o boicote ao Estado de Israel ao anti-semitismo.

Segundo eles, a campanha para boicotar artistas e bens israelenses “, lembra o pior capítulo de nossa história”, quando os nazistas pediram às pessoas que não comprassem dos judeus. O boicote aos judeus foi o primeiro passo nazista rumo ao maior crime da história da humanidade, o Holocausto, que levou ao extermínio de pelo menos 6 milhões de judeus.

No entanto, o projeto de lei que foi proposto, era bem mais suave do que o proposto pelo partido de extrema-direita o “Alternativa à Alemanha” (AFD), que queria uma proibição total do BDS na Alemanha.

Jurgen Brown, um deputado da AFD, disse que mostrou que seu partido era o verdadeiro amigo de Israel, acrescentando: “O anti-semitismo vem da extrema esquerda e do islamismo”.

Foto Ilustração: PixaBay e Israel-Agency.com