Egito ameaça Israel e mísseis são disparados contra Jerusalém

Curso Herança Judaica do Novo Testamento

Durante a tarde de hoje o presidente do Egito esteve visitando a liderança palestina na Faixa de Gaza para tentar chegar a um acordo de cessar fogo. No final de sua visita, de forma abusiva teve a audácia de ameaçar o Estado de Israel de usar a força para exigir de Israel para parar os ataques em Gaza.

No Estado de Israel, por enquanto, continuam a convocação de mais de 35.000 soldados. Caso o Hamas não pare de disparar contra Israel haverá uma entrada massiva de forças de combate dentro da Faixa de Gaza.

Israel por sua vez continua bombardeando contra os lançadores de mísseis contra o país. Durante a tarde de ontem, foi a primeira vez que houve um disparo contra Tel Aviv, o que já era esperado pelas Forças de Defesa de Israel. Nas Forças de Defesa de Israel corre a opinião de que uma tomada de áreas dentro da Faixa de Gaza afim de evitar a continuidade dos ataques por parte dos terroristas.

Em Tel Aviv, onde normalmente no fim de semana milhares de israelenses passeiam e visitam bares, restaurantes e outras milhares de atrações, há o sentimento de preparo no meio da população, as ruas estão relativamente vazias e a maioria das pessoas decidiram solicitar pizzas e outros tipos de refeições em entregas.

Por volta das 17:30 hs foram reportados alguns disparos na região metropolitana de Jerusalém, o que eleva ainda mais o nível de preparo no Estado de Israel.