Ehud Barak, o Ministro de Defesa se demite e abandona a politica

Curso Herança Judaica do Novo Testamento
Ehud Barak, Bill Clinton e Yasser Arafat

Ehud Barak, o Ministro de Defesa e ex-Primeiro Ministro de Israel, se demitiu esta manhã em cadeia nacional e que abandonará a vida politica. O anúncio veio após uma critica pública severa em sua direção de uma das operações mais questionadas das Forças de Defesa de Israel no último conflito com a Faixa de Gaza.

Ehud Barak já se mostrou um político experiênte, capaz de fazer coalisões tanto com a esquerda quanto com a direita do país, porém nos últimos anos cresceu a crítica a respeito do que parece ser oportunismo político. Ehud Barak também foi muito criticado por levar uma vida de alto padrão social, com uma das residências mais caras em uma cobertura em Tel Aviv. Por causa do aumento das críticas, ele vendeu a cobertura para morar em uma residência um pouco mais simples.

Ehud Barak já foi primeiro ministro, talvez no periodo de governo mais curto de Israel, quando tentou chegar a um acordo de paz com os palestinos, que fracassou e impussionou uma das piores crises de segurança do país, a Segunda Intifada, uma insurreição palestina armada contra Israel, que foi dirigida pelo então Yasser Arafat, o então presidente da Autoridade Palestina.

Um dos motivos pelo qual Ehud Barak deve abandonar a política é o fato de seu pequeno partido praticamente não ter condições de eleger nem mesmo uma cadeira para o Knesset, o parlamento israelense.