Erdogan e Assad são os responsáveis pela guerra Armênia e Azerbaijão

Ontem nos meios de comunicação já estavam sendo divulgadas imagens de Jihadistas sírios que estavam trabalhando para o exército do Azerbaijão. Estes Jihadistas são na realidade combatentes mercenários que buscam viver as custas de conflitos, passando de países e países, trabalhando para quem paga mais. No caminho, os mercenários vão destruindo países, matando inocentes, idosos e crianças e estuprando mulheres.

O presidente da Síria, Bashar Al-Assad, o carrasco e ditador, culpou o homólogo turco Recep Tayyip Erdogan pelo início das hostilidades entre Nagorno-Karabakh entre o Azerbaijão e a Armênia.

As declarações de Assad foram divulgadas pela a agência de notícias russa RIA. Assad ainda confirmou que combatentes da Síria estão sendo transferidos para Karbach. Todos nós sabemos que Erdogan está financiando os mercenários, mas a pergunta é quem os deixa sair da Síria para ajudar no massacre no novo conflito? A resposta é que qualquer criança sabe que somente cruza a fronteira quem o governo da Síria permite, ou seja, Assad é também responsável.

Parece que os líderes destes dois países são um tanto covardes e não tem coragem para se confrontarem diretamente, então transferem a violência para outro território e as custas dos armênios e azerbaijaneses.

Quando o mundo todo olha para a guerra entre Armênia e Azerbaijão e se distrai com o que está acontecendo, deveria fazer pressão para desfazer as duas ditaduras que estão financiando e apoiando o conflito na região, a Turquia e a Síria, e levar tanto Erdogan quanto Bashar Al-Assad ao banco de réus ao tribunal internacional em Haia.