Exposição Arqueológica – Os Tesouros do Mar

Curso Herança Judaica do Novo Testamento
Poço pre-histórico encontrado no fundo do Mar Mediterrâneo
Aste de metal colocada na proa de navios para destruir navios inimigos
Âncora do período dos cruzados
Âncora de pedra com inscrição achada em Ashkelon
Aste de metal usada para prender as cordas do navio, período romano, descoberto na praia do Carmelo
Pesos do período romano, descoberto na praia do Carmelo
Panela de chumbo do período romano, descoberto na praia de Neve Yam
Fogão do período romano, descoberto na praia do Carmelo
Peso de Ashkelon
Estátua de Mercúrio descoberta em Ashkelon
Tesouro de moedas descoberto na praia do Carmelo
Imagem da deusa Tanite
Solidus, moeda de ouro do período bizantino descoberta em Acre
Solidus, moeda de ouro do período bizantino descoberta em Acre
Santuário pré-histórico descoberto no fundo do Mar Mediterrâneo
Coleção de pesos feitos de bronze do período romano achados em Ashkelon

Terra de Israel , por causa de sua localização geográfica é um país de trânsito e no passado era uma área de encontro para os navios, os comerciantes e as mercadorias, exércitos e populações estrangeiras que se estabeleceram na região ao longo da história , deixando muitas evidências de uma extensa actividade marítima e comércio ao longo da costa .

As evidência do passado rico são revelados para nós a cada dia com as pesquisas arqueológica. Restos de assentamentos pré-históricos e construções que foram cobertas, portas antigas que afundaram e foram cobertas com areia, naufrágios e a riqueza das bagagem e dos artefatos, cerâmica, armas e artefatos rituais, matérias-primas e alimentos.

Na costa havia uma indústria bem estabelecida, piscinas e instalações de armazenamento de peixe e para a produção da cor púrpura e instalações para a produção de sal.

Estes são apenas parte do património cultural marítimo do país, uma importante fonte de conhecimento sobre a história da região e de suas relações com as culturas marítimas vizinhas.

50 anos de pesquisa arqueológica submarina revelam descobertas muitos importantes e únicos, e como resultado, tornou-se cada vez mais reconhecendo da importância da arqueologia marinha como um campo de tecido de pesquisa científica – juntamente com o desenvolvimento de equipamentos de mergulho e acesso à educação e informação.

Este desenvolvimento, juntamente com as descobertas de muitos artefatos antigos do fundo do mar ao longo da costa de Israel, levou ao estabelecimento de um órgão de fiscalização da Autoridade de Antiguidades . bem como o estabelecimento da Unidade de Marinha da Autoridade de Antiguidades de Israel que visa a supervisão e fiscalização do cumprimento da Lei de Antiguidades no mar; Documentação e resgate de antigas ruínas.

Pesquisa e publicação dos resultados e sensibilização do público património marítimo da Terra de Israel afim de conserválo.

Nossa equipe está trazendo aqui somente uma peque parte das imagens desta exposição, nosso desejo é mostrar a importância da arqueologia marítima e sua descobertas fabulosas nos últimos anos de estudos na Terra Santa.

Dois barcos foram encontrados no fundo do Mar Morto com mais de 2.000 anos

Os meios de comunicação em Israel em 28.11.2005 anunciaram que com o baixar do nível do Mar Morto, foram encontrados pelos arqueólogos uma grande quantidade de moedas bem conservadas pelo sal, e o mais importante, dois barcos cujas âncoras estão sendo expostas no Museu de Israel em Jerusalém.

Arqueólogos crêem que com o baixar do nível do Mar Morto(1 metro por ano em média), muitas outras descobertas arqueológicos serão realizadas nos próximos anos.

Um dos barcos era origem da região e o outro um típico modelo romano, isso devido ao formato das âncoras que foram totalmente preservadas devido a alta concentração do sal.

A Terra de Israel – Um país corredor para civilizações transitórias

O fato de Israel estar localizado exatamente entre os três principais continentes da antiguidade, o mundo conhecido, fez da terra de Israel um país corredor, uma região transitória onde todos estão de passagem, até mesmo aqueles que são seus nativos pareciam sempre estar em trânsito.

Ao norte e ao litoral estavam os fenícios, os maiores mercadores da antiguidade e junto com eles estavam os povos do mar que disputavam o controle do comércio, as princiapis batalhas para determinar quem dominaria foram travadas bem junto a costa israelense, por isso, a riquesa escondida nas profundesas do mar.

A leste estavam as nações orientais, os Sírios, os Árabes que lutavam para garantir a livre passagem de suas mercadorias a aqueles que estavam interessados, os comerciantes que dominavam no mar.

No meio do corredor estavam os israelitas que herdaram a terra da promessa vivendo entre duas ostilidades, a do ocidente e a do oriente, por cerca de 1000 anos eles dominaram até que os grande impérios abriram os olhos e lhes tiraram a PAZ.

Para quem nasceu e vive no corredor, a vida é sempre um perigo, ainda mais quando se trata de uma nação, agora, com esta exposição podemos ver o quanto variada era a cultura marinha desta região.