Hamas joga sujo em negociações de prisioneiros

O jornal libanês “Al-Ahbar”, próximo ao Hamas, informou que um mediador alemão envolvido no acordo que foi feito para libertar o soldado Gilad Shalit começou a se envolver em trocas de prisioneiros entre Israel e o Hamas.

Segundo o relato divulgado, a organização terrorista enviou a ele uma lista de 250 prisioneiros que ele exigia libertar para fornecer informações sobre os quatro prisioneiros israelenses e as pessoas desaparecidas na Faixa de Gaza, Hamas está jogando mais sujo do que nunca. 150 prisioneiros para obter informações? Se os políticos em Israel aceitarem isso, será o fim do combate ao terrorismo, será literalmente dizer que o crime compensa.

Até agora os políticos em Israel se mostraram muito frouxos nas negociações com os grupos terroristas em se tratando prisioneiros, libertar 250 terroristas por informação é por em risco o país inteiro por praticamente nada. Esta não é a primeira vez que Hamas faz isso, mas isto tem que acabar de uma vez por todas!

1 comentário em “Hamas joga sujo em negociações de prisioneiros”

  1. Não se negocia com terroristas!Israel comete erros enormes.
    Tem de ser vida por vida e não ,250 prisioneiros inimigos por informações que sabe-se lá se são ou não verídicas.
    E Israel tem de jogar duro!Eles não intregam um prisioneiro israelense porque ele foi morto,Israel abate,sem dó nem misericórdia,os 250 prisioneiros palestinos terroristas.
    É jogar pesado também!Guerra é guerra!Eles têm de enxergar que com Israel não se brinca!
    “A justiça livra da morte”(Pv 11.4b).

Os comentários estão encerrado.