Irã está acordando tarde demais para o COVID-19

A república islâmica do Irã não passa de uma república de bananas mesmo, após mais de 4.000 mortos por causa do Coronavírus, somente agora as autoridades estão acordando para o fato de que a concentração de muitas pessoas pode levar a contaminação e por consequência, ao aumento do número de mortos por causa da epidemia.

O principal líder do Irã, Ali Khamenei, disse que as autoridades da República Islâmica estão considerando proibir multidões durante o Ramadã, após a epidemia de COVID-19.

O feriado do Ramadã deve começar em duas semanas. Em um discurso, Khamenei acrescentou: “A pirataria no Ocidente com ajuda humanitária e discriminação no tratamento de pacientes reflete a cultura ocidental baseada na materialidade”.

É muito fácil para o líder iraniano, Khamenei, acusar o ocidente, mas ele deveria ceder e abandonar publicamente o programa nuclear ao invés de ficar fazendo mi mi mi na imprensa ocidental pela miséria que ele mesmo provoca no país, ao invés de culpar os outros.

2 comentários em “Irã está acordando tarde demais para o COVID-19”

  1. A falta de senso racional e humanitario vai sacrificar centenas de milhares de inocentes desse lindo pais!Que Ala toque os corações de seus líderes e salve essa Nação!

Os comentários estão encerrado.