Irã está cavando a própria sepultura

O governo britânico confirmou o relatório de que barcos iranianos estavam tentando tomar um navio britânico no Estreito de Hormuz. Os britânicos informaram que três embarcações tentaram assumir o controle e retornaram a seus rastros devido a “advertências verbais”.

A informação difere de um relato americano de que cinco embarcações tentaram assumir o controle do navio britânico e retornaram ao local quando armas foram apontadas para eles. Os britânicos estão “preocupados com o incidente e estão pedindo aos iranianos que acalmem a situação por causa do incidente”.

A Guarda Revolucionária rejeitou relatos de que os militares iranianos tentaram assumir o controle de um petroleiro britânico no Estreito de Hormuz, foi o que informou agência de notícias iraniana Fars.

Segundo a imprensa internacional, uma fonte oficial dos EUA disse que cinco barcos da Guarda Revolucionária se aproximaram do petroleiro e tentaram levá-lo às águas territoriais do Irã, mas se afastaram depois que um navio de guerra britânico apontou armas para eles.

A tensão está cada vez maior na região após o Irã começar a fazer ataques contra petroleiros das super-potências na região e contra os navios de guerra americanos no golfo. Dias atrás, um navio petroleiro iraniano que estava violando o bloqueio imposto pelo ocidente, foi apreendido no Estreito de Gibraltar, imediatamente o governo iraniano ameaçou a Inglaterra de retaliações.

Hoje o governo iraniano e a Guarda Revolucionária podem negar que atacaram ontem um navio petroleiro britânico na tentativa de sequestrar a equipe e o navio, mas ninguém acredita mais no Irã, onde há fumaça, há fogo. Se a Guarda Revolucionária e seus capangas revolucionários do Yemen continuarem agindo, o Irã pagará muito caro, pois está cavando a própria sepultura. Uma operação militar do ocidente contra o Irã poderá custar muito caro para o país e o Mundo inteiro.

Em Israel, a Força Aérea já preparou diversos planos de ataque caso seja necessário que o país se defenda da agressão iraniana contra o país, visto que os líderes da República Islâmica do Irã continuam ameaçando o país de destruição quase que diariamente pelos meios de comunicação.

Foto Ilustração: PixaBay