Israel ampliará explanada do Muro das Lamentações

Curso Herança Judaica do Novo Testamento

O ex-parlamentar e líder atual da Agência Judaica, Natan Sharansky lançou uma proposta afim de apaziguar os ânimos das diversas ramificações judaicas em relação ao Muro das Lamentações. Segundo sua proposta, o atual acesso ao Muro das Lamentações será dobrado para o público em geral.

Nos últimos anos, a maior parte do conhecido Muro Ocidental estava localizado dentro do Parque Arqueológico Davidson, e somente pessoas que pagassem para entrar no parque poderiam fazer suas orações em uma pequena área junto aos escombros arqueológicos do parque.

Devido ao constante conflito entre as muitas ramificações do judaísmo contra a “exclusividade” do culto ortodoxo no Kotel, e a persistência por mais de dez anos de um grupo de mulheres que desejavam rezar com a cabeça coberta de Tallit, o manto judaico de oração, a briga entre os ortodoxos, os tradicionais e os reformistas estava cada vez mais radical.

A ideia de Natan Sharansky é que o governo de Israel faça uma reforma e melhorias para o acesso do público em geral para a parte sul do Muro das Lamentações, a região próxima ao chamado “Arco de Robinson”, se assim for, a região de orações passará a ter o dobro do tamanho, sendo que a parte que hoje está sob administração ortodoxa continuará da mesma forma, e a segunda parte ser tornará livre para todo tipo de manifestação religiosa, cada um segundo sua ramificação espiritual. Ainda sim, ambos os locais ficam completamente sobre a supervisão e a segurança do Estado de Israel.

Segundo Natan Sharansky o custo da pavimentação e estruturação do local deverá ser de pelo menos 25 milhões de dólares, mas por outro lado, deverá descongestionar a atual explanada do Muro das Lamentações.