Israel pára amanhã para votar

Curso Herança Judaica do Novo Testamento

O povo de Israel foi convocado pelo governo e o parlamento para a realização de novas eleições amanhã. Todos os partidos estão disputando voto a voto por um maior número de cadeiras no parlamento israelense (Kinesset).

As pesquisas de opinião que foram divulgadas no último fim de semana davam a vitória para o atual Primeiro Ministro de Israel, Sr Benjamin Netanyahu, dando ao seu partido pelo menos 35 cadeiras parlamentares. Segundo o próprio governo, se o quadro não mudar, ficará quase impossível que ele consiga realizar um governo de coalizão, muito menos de coalizão nacional.

O segundo maior partido, o Avodá(Trabalho), não deverá passar de 26 cadeiras no parlamento, e sua líder, Shelly Yehimovitz já declarou que não deverá fazer coalizão com o partido do governo, pois sua visão econômica, política e diplomática são contrárias ao governo de Natanyahu. Por outro lado, o Shás e o Yehud Halemi, dois partidos religiosos já declaram que deverão apoiar o partido de Natanyahu. O que desfaz a esperança do povo de um governo mais equilibrado e voltado as questões sociais.

Yair Lapid, um dos candidatos que representação a classe média de Israel deverá chegar a pelo menos seis cadeiras parlamentares, mas pode subir, dependendo da mudança de tendência de última hora. O maior problema nestas eleições é o grande número de pequenos partidos que estão se candidatando e o alto percentual de habitantes que está indeciso, o que poderá causar grande variação no resultado final das eleições.

Uma das questões polêmicas junto as eleições foi o déficit financeiro do país que chegou a marca recorde de 39 bilhões de Shekels em 2012, e o corte já esperado nas reformas sociais que haviam sido feitas no ano passado.