Israel se prepara para nova quarentena de coronavírus

Com um índice alto de contaminação com o coronavírus e o aumento no número de doentes em estado grave, no Estado de Israel já estão sendo feitos os preparos para mais uma quarentena que deverá ser semelhante ao que ocorreu no Pessach, a Páscoa Judaica.

Segundo os meios de comunicação no país, o Ministério da Fazenda e da Indústria estão pedindo para que a quarentena seja realizada durante as festas de fim de ano judaico, as festas de Sukkot(Tabernáculo), Rosh Hashana(Ano Novo) e Yom Kippur(Dia do Perdão), isso para evitar que a mesma afete mortalmente a economia do país.

Segundo o Ministério da Fazenda do Estado de Israel, as atividades trabalhistas e econômicas do país caem bastante durante as festas, e aproveitar isso para a quarentena seria a decisão mais apropriada para não afetar tanto a economia do país e aumentar ainda mais a recessão e o desemprego que já está em cerca de 1 milhão de pessoas.

Tudo indica que a recomendação novamente será de reduzir os encontros sociais, ceias das festas somente entre os familiares mais próximos, e talvez, até mesmo o limite máximo de 100 metros de distância de casa. A nova quarentena visa uma redução drástica no número diário de pessoas contaminadas e no número de mortos.