Israel se prepara para possível ataque do Irã

Em um artigo detalhado que foi publicado no site de notícias, Ynet News, o comentarista e repórter de guerra mais experiente de Israel, Ron Ben Yishai, falou sobre o cenário do que poderá ocorrer entre Israel e o Irã.

Ron Ben Yishai já esteve em diversos conflitos mundo a fora, incluindo no Iraque e na Síria, é o mais experiente e preciso repórter israelense no cenário do Oriente Médio. Ron descreve detalhadamente o que ele chama de “Surpresa Iraniana”, a resposta da República Islâmica do Irã aos constantes ataques de Israel as estruturas iranianas na região, e alerta, este ataque poderá ocorrer a partir de diversas frentes.

Todos nós vimos pela TV e pela Internet as imagens da destruição que os iranianos causaram as estruturas de transporte de petróleo da Arábia Saudita, e segundo Ron, este é o modelo. Irã atacou usando sua força aérea e pediu para os rebeldes do Yemen assumirem a responsabilidade. Todos nós sabemos que se trata de mentira é claro, os rebeldes não tem a menor condição de fazerem um ataque como o que foi feito, somente uma força aérea de um país.

Ron alerta ainda que com a retirada americana da região norte da Síria e provavelmente, em um futuro próximo, de toda a região, Israel poderá enfrentar o Irã sozinho. Irã por sua vez, poderá fazer uso de outras forçar que são financiadas por ele, para causar maior impacto e destruição possível.

Falta de Informação do Serviço de Inteligência

Um dos maiores problemas que podem ocorrer é a falta de informação prévia. A vitória arrasadora de Israel durante a Guerra dos Seis Dias, foi justamente por causa do serviço de inteligência, o que possibilitou um ataque preventivo. No caso da Arábia Saudita, eles não tinham nenhum informação, nem os Estados unidos, e nem mesmo o serviço secreto de Israel. A surpresa total deu uma grande vantagem aos iranianos.

Ron alerta que as Forças de Defesa de Israel poderão estar impedidas de uma reação imediata caso o país sobre o ataque repentino, mas que o outro lado poderá sofrer grandes baixas em um contra-ataque. Segundo Ron, não há nenhum exército capaz de superar militarmente as Forças de Defesa de Israel no Oriente Médio. O único problema é real é o elemento surpresa.

No cenário descrito por Ron, o Irã ainda poderá ordenar que outras milícias financiadas por eles como o Hezbollah, o Hamas e a Jihad, atacassem ao mesmo tempo, afim de desestruturar psicologicamente as Forças de Defesa de Israel. Mas agora, existe outra força na região, ameaçando Israel pelo lado norte, a Turquia. A Turquia de Erdogan é mais uma parceira fiel da República Islâmica do Irã.

Israel se prepara para conflito

As eleições no país passaram e o processo de tentativa de formar um novo governo ainda estão em andamento. Netanyahu está enfraquecido, mas isso não muda nada se o país for ameaçado por forças estrangeira. Se isso acontecer, todos os partidos sionistas se colocarão em apoio total ao governo, pois a sobrevivência do país é mais importante do que qualquer populismo ou diferença política. A prova disso é que no começo da semana, Netanyahu convocou uma Reunião do Gabinete de Segurança de Israel.

Reunião do Gabinete de Segurança de Israel durou nada menos que 5 horas intensas, onde obviamente, o assunto principal que foi tratado foram as ameaças iranianas contra o país. Por esta razão, o parlamentar Yair Lapid, que é um dos mais amargos adversários de Netanyahu, mas é membro do Gabinete, fez a declaração de que “se formos atacados, revidaremos com severidade”.

Para reforçar o que estou tentado dizer, ontem, o Chefe das Forças de Defesa de Israel, o Gen. Aviv Kochavi, durante um evento memorial dos soldados que caíram na Guerra do Yom Kippur – Dia do Perdão, disse:

Se formos atacados, responderemos com toda a força.

As palavras de Aviv Kochavi foram praticamente idênticas as palavras de Yair Lapid, além disso, idênticas as palavras do repórter Ron Ben Yishai. Acredito que eles sabem muito mais do que estão dizendo, o que estão comentando é parte de uma tentativa de inibição do Irã, pois Israel tem armas estratégicas que poderão causar grandes danos a eles se sentirem-se ameaçados.

A situação é crítica e delicada com as retiradas americanas na região, o Estado de Israel e as Forças de Defesa de Israel podem fazer todos os preparativos. Porém, contra surpresas, principalmente em termos de guerra, nunca se está 100% preparado. Mas conforme cremos, Adonai é quem peleja pelo Povo de Israel.

1 comentário em “Israel se prepara para possível ataque do Irã”

Os comentários estão encerrado.