Israel: Ultra-Ortodoxos com telefone e sem sinagoga no Shabbat

A crise do Coronavírus está levando a uma reavaliação nova da situação a cada dia, principalmente com o aumento de vítimas da doença. Pela primeira vez, o Grão Rabino fez um apelo para os judeus religiosos de todas as esferas no país, para deixarem o telefone ligado e acessível no Shabbat. O motivo, é por que na Torah, a lei judaica determina que prevenir a perda da vida é mais importante do que cumprir a lei judaica.

O rabino-chefe de Israel Yitzhak Yosef determinou que todos os cidadãos de Israel – incluindo observadores do sábado – deveriam estar disponíveis para receber telefonemas no fim de semana, para que o Ministério da Saúde possa atualizar qualquer pessoa se for diagnosticado com um paciente corona ou precisar ficar em isolamento.

Além disso, o rabino decidiu que uma série de veículos com uma proclamação deveriam estar em funcionamento no sábado para anunciar a obrigação de isolamento em áreas religiosas e ultra-ortodoxas, se ficar claro durante o sábado que eles precisam faze-lo.

Além desta decisão radical que é uma verdadeira raridade no mundo religioso, outra decisão não menos radical já foi tomada na cidade de Bat Yam, no litoral de Israel, não muito distante de Tel Aviv.

O prefeito de Bat Yam, Zvika Brut anunciou que, a partir de sexta-feira, todas as sinagogas da cidade serão fechadas, como parte da luta para conter a propagação do Coronavírus . Brut tomou a decisão após uma série de avaliações de status e discussões com o rabino-chefe e outros rabinos da cidade, recebendo apoio deles para tal medida.

Acredito que após a decisão de Zvika Brut, outros prefeitos deverão tomar a mesma decisão, afinal de contas, exatamente como no caso anterior, a medida visa salvar vidas, e isto é mais importante do que cumprir a Torah.

Fonte: YnetNews, IsraelHayom

2 comentários em “Israel: Ultra-Ortodoxos com telefone e sem sinagoga no Shabbat”

  1. Aqui no Brasil,algumas igrejas fecharam temporáriamente as portas enquanto outras seguem funcionando normalmente.
    E algumas criticando umas às outras.Não há unanimidade.
    Penso que isso é uma questão de bom senso e prudência.Se a região é foco de contaminação,penso ser mais correto o fechamento temporário das portas.
    Jesus nos ensinou:”Sede prudentes como as serpentes e símplices como as pombas”(Mt 10.16).

Os comentários estão encerrado.