Israel: Ultra-ortodoxos se contaminam para receber férias grátis

Só em Israel mesmo, agora pode-se entender melhor mais um dos motivos pelo qual as contaminações entre os Judeus Ultra-Ortodoxos em Israel são muito maiores do que em qualquer outro setor da sociedade judaica em Israel, e o motivo é a ganância.

A população ultra-ortodoxa que normalmente é a mais pobre no setor judaico em Israel, normalmente não tem condições de tirar férias em hotéis com a família por conta própria. Os hotéis são caros. A ganância dos ultra-ortodoxos por férias grátis está pondo em risco toda a população do país.

O público ultraortodoxo se vê coitadinho, machucado e golpeado pela eclosão do coronavírus nas concentrações do setor, mas quem procura um pequeno ponto de luz poderá encontrá-lo nos hotéis do Comando da Frente Interna para hospedar pessoas com o Coronavírus que estão sem sintomas ou sintomas leves. Nas últimas semanas, os ultraortodoxos identificaram as instalações de isolamento para pacientes como uma oportunidade única de férias gratuitas com a família em regime de pensão completa – e estão atacando em massa, ou seja, se contaminado propositalmente.

Uma fonte do Comando da Frente Interna disse: “Encorajamos as famílias ultraortodoxas a irem a hotéis porque é muito difícil fazer o isolamento interno e o público ultraortodoxo responde mais a isso.” Segundo ele, houve um aumento gradual no número de famílias que buscam o isolamento, tanto quanto tinham direito, e “agora há um pico maior ainda, principalmente por causa das festas judaicas”. Acrescentou: “Sempre há listas de espera para as entradas dos hotéis, mas creio que se tivessem a opção do isolamento da casa, com as condições necessárias, teriam preferido”.

O fato é que quem paga a conta desta “hospedagem” com pensão completa é o público em geral que contribui muito com os impostos, e justamente os ultra-ortodoxos são os que menos contribuem com o pagamento dos mesmos, é uma vergonha o Comando da Frente Interna ainda declarar que eles incentivam isso.

Fonte: YnetNews

1 comentário em “Israel: Ultra-ortodoxos se contaminam para receber férias grátis”

Os comentários estão encerrado.