Israelenses e Americanos podem ter encontrado a cura para o Coronavírus

Em um artigo que saiu hoje no YnetNews e IsraelHayom, os dois principais jornais de comunicação de Israel, a notícia de que uma pesquisa e testes detalhados realizados em cooperação entre cientistas americanos e israelenses, revela um dado animador, um remédio existente realmente eficiente no combate do COVID-19.

O remédio é o fenofibrate, o ácido fenofibrico ou fenofibrato é um fármaco utilizado no tratamento de triglicerídeos elevados.

Nos últimos meses, enquanto a maior parte do país está em isolamento, os computadores do professor Nachmias têm trabalhado em novas informações vindas do Hospital Mount Sinai, em Nova York.

“Houve uma colaboração muito proveitosa aqui, eles nos enviaram informações sobre o vírus e, com base nas novas informações, começamos a verificar a maneira como o vírus funciona em nosso sistema robótico. Mandamos equipamentos para medir o metabolismo, recuperamos os resultados e depois encontramos medicamentos que atacam a operação do vírus.”

A colaboração entre o Prof. Nachmias e o Prof. Benjamin Tanover do Hospital Har Sinai, nos últimos dias levou a um avanço na compreensão dos modos de ação do vírus e, portanto, na medicina. Pesquisadores de ambos os lados do oceano descobriram que o vírus causa um acúmulo maciço de gordura nas células pulmonares humanas após “religar” os mecanismos metabólicos da célula.

O sistema de varredura robótica do professor Nachmias mostrou que as células pulmonares infectadas com o vírus consumiam mais carboidratos, como glicose, necessários para a rápida distribuição do vírus, e formavam gorduras que se acumulavam no tecido pulmonar. Esses achados explicam por que o açúcar no sangue (hiperglicemia) e o colesterol alto (hiperlipidemia) são um importante fator de risco para o coronavírus, mesmo na ausência de diabetes.

A descoberta do mecanismo metabólico do vírus levou o professor Nachmias e seu parceiro a examinar quais drogas existentes poderiam prejudicar a capacidade do vírus de se replicar e, assim, reduzir a gravidade da doença. Um deles é um medicamento chamado fenofibrato (Ticor), que foi aprovado pelo FDA em 1975. O fenofibrato foi usado no passado para tratar altos níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue e, desde então, foi substituído por estatinas.
Em um experimento de laboratório realizado pelos dois em células pulmonares humanas, eles descobriram que o fenofibrato da droga permitia que as células pulmonares quebrassem as gorduras rapidamente e bloqueie a capacidade do coronavírus de “arrebatar” seu metabolismo, suprimindo ativamente sua replicação. Como resultado, também suprime o desenvolvimento da doença.

“Como o vírus precisa da divisão da gordura, paralisa a capacidade das células pulmonares de queimar a gordura, e a droga permite que as células pulmonares o façam. As notícias que sugerem que as vacinas que desenvolvemos hoje podem proteger os pacientes apenas por alguns meses. No entanto, se nossos resultados forem confirmados em um ensaio clínico, o tratamento medicamentoso poderá transformar o coronavírus em apenas um resfriado dentro de alguns meses”.

Esta notícia animadora foi publicada hoje nos jornais YnetNews e IsraelHayom e agora basta torcermos para que os ensaios e testes clínicos sejam aprovados em breve.

3 comentários em “Israelenses e Americanos podem ter encontrado a cura para o Coronavírus”

  1. Shalom….Que noticia maravilhosa…só podia vir de um povo maravilhoso q se oreocupa em salvar vidas, Adonai da inteligencia sabedoria os q buscam o bem. Mto ao contrario doq q fizeram atacando um israelense por espalhar o virus. Que os EUA juntos se ajudem sempre…porq Adonai e todos do bem sabe o qto Israel foi e ainda perseguem…Deus coopera com os q faz o bem ….e q isso podsa beneficiar a mtos tbm o Brasil com milhares de mortos. Que Adonai os abençoe por esta descoberta de cura.

Os comentários estão encerrado.