Justiça de Israel faz justiça para palestinos torturados pela Autoridade Palestina

O Tribunal Distrital de Jerusalém determinou que a Autoridade Palestina deverá pagar 13,2 milhões de Shekels a 52 palestinos que foram presos sem julgamento por suspeita de colaborar com Israel. A decisão vem a fazer justiça com os palestinos que tiveram suas vidas destruídas pelo governo terrorista da Autoridade Palestina.

A decisão vem depois que no ano passado, o tribunal decidiu que a Autoridade Palestina torturou os palestinos e cometeu atrocidades, incluindo estupro, desmembramento de órgãos e até assassinatos.

O montante que foi concedido hoje foi para cobrir os dias de internação dos palestinos, e o resto da compensação será repassada para eles, cada um de acordo com as condições em que foram presos e as torturas sofridas.

Esta é a primeira vez em que o tribunal, junto com o governo de Israel decidiram que os recursos das indenizações serão descontados dos impostos que Israel costuma repassar a Autoridade Palestina por transações comerciais. Infelizmente a Autoridade Palestina é incapaz de reconhecer seus errors, e este tipo de crime continua acontecendo ainda nos dias de hoje. A decisão do tribunal de justiça faz justiça com aqueles que são os mais fracos na sociedade árabe palestina. Eles não tem representação no parlamento palestino, não tem dinheiro para pagar advogados ou tratamentos médicos. A justiça do Estado de Israel está de parabéns!