Menino de apenas 7 anos descobriu escultura de 3400 anos em passeio

Em um passeio com outros colegas de sua idade o menino Uri Greenhouse acompanhado de um dos pais, subiram em Tel Rehov no vale do Jordão, não muito distante do vilarejo onde mora, Tel Teomim fez um descoberta que muitos arqueólogos invejariam.

Ele contou aos meios de comunicação que quando subiu reparou em algo que caiu bem ao seu lado, pegando e o objeto, limpou-o do barro que estava grudado nele, o que revelou ser uma escultura.

Uri Greenhouse chegou em sua casa empolgado e compartilhou o fato com sua mãe que explicou a ele que os artefatos arqueológicos são tesouros pertencentes ao Estado de Israel. Uri não hesitou e entregou o objeto as autoridades.

Mais tarde, quando estava em sua escola, naquele dia estava tendo aula da Torah justamente no trecho que fala sobre Raquel que pegou os ídolos de seu pai Labão quando os arqueólogos começaram a chegar um após o outro afim de presentear o menino como um certificado de boa cidadania.

O texto bíblico de Gênese 31 fala que os ídolos que Raquel pegou eram em Hebraico “trafim”, ou seja, imagens de escultura, segundo Amihai Mazar, professor emérito da Universidade Hebraica e diretor expedição das escavações arqueológicas em Tel Rehov onde o objeto foi encontrado pelo menino declarou que os ídolos citados em Gênese são provavelmente ídolos exatamente como este que pode ser visto aqui.

A escultura é típica da cultura cananéia do XII e XV AC. Alguns pesquisadores acreditam que a figura descrita aqui é a de uma mulher de carne e osso, e outros a vêem como a deusa da fertilidade Astarte, conhecida a partir de fontes de Canaã e da Bíblia. É altamente provável que o trafim mencionado na Bíblia, na verdade refere-se a figuras deste tipo “. Mazar acrescentou: “Evidentemente, a estatueta pertencia a um dos moradores da cidade de Rehov, que foi então governada pelo governo central dos faraós egípcios”.

Em Israel é assim, o cidadão comum pode se esbarrar em preciosidades históricas sem precedentes que nos revelam mais uma pequena parte do passado distante.

Foto e texto: Cortesia da Autoridade de Antiguidades de Israel

Escavação em Tel Rehov

Localização de Tel Rehov