Ministros e parlamentares acusam Fatah e Hamas de blof

Curso Herança Judaica do Novo Testamento

Após uma noite um tanto tempestuosa na política interna e externa de Israel, a conclusão dos políticos em Israel é que tudo não passa de um jogo diplomático do Fatah e do Hamas afim de precionar o Estado de Israel a ceder ainda mais nas exigências que Abu Mazen está fazendo.
Caso o blof palestino não seja um jogo diplomático, é bem possível que estejamos bem próximos a mais uma onda de violência sem precedentes entre palestinos e israelenses, o que poderá ser a pior desde a última intifada palestina que teve início em 2000.
Hanye, o líder do Hamas na Faixa de Gaza deixou claro sua possição radical em relação ao Estado de Israel quando declarou ontem aos meios de comunicação que em sua opinião “conversações de paz naõ trazem nenhum resultado”.
O Hamas é o grupo terrorista mais radical do Mundo e o único que domina um território e mantém um governo oficial, o Governo de Israel não cederá mais as exigências feitas por palestinos que não fazem nada positivo em troca e em favor do Estado de Israel