Netanyahu fará declaração em cadeia nacional sobre o Irã

De acordo com uma declaração do Gabinete do Primeiro Ministro, a declaração diz respeito a um “desenvolvimento significativo no acordo nuclear com o Irã”.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu fará uma declaração na Kiryah em Tel Aviv hoje à noite(segunda-feira), a Kiryah é o Centro de Comando das Forças de Defesa de Israel em Tel Aviv.

A declaração será entregue à sombra do ataque noturno na Síria, que supostamente destruiu centenas de mísseis e matou funcionários e militares iranianos. O discurso de Netanyahu no plenário do Knesset, que deveria acontecer esta noite, foi cancelado à luz de seu discurso no Quartel General.

À luz dos relatórios da Síria sobre o ataque às bases militares, o Gabinete de Segurança Política reuniu-se em uma reunião informal no Centro de Comando. Devido ao prolongamento das discussões, as reuniões das ramificações do partido do governo, o Likud foram canceladas e estamos todos no Knesset. Enquanto isso, é agora evidente que algumas horas após o ataque a Síria, decidiu-se fechar o espaço aéreo sobre o Estado de Israel e a Síria e os territórios das Alturas de Golan a leste do rio Jordão. A instrução é válida até o final do mês de maio.

As informações da inteligência vem a exigir isto dos pilotos e controladores da Autoridade de Aeroportos, companhias aéreas e pilotos de avião, principalmente após os ataques na Síria e em tempos de tensão na fronteira norte.

A agência de notícias iraniana ISNA informou esta manhã que 18 iranianos, incluindo um sênior, foram mortos nos subúrbios ocidentais da Síria. O Centro Sírio para os Direitos Humanos informou que 26 pessoas foram mortas nos dois ataques e disse que “a maioria deles é iraniana”. No entanto, de acordo com outros relatórios em Teerã, nenhum iraniano ficou ferido, o que é obviamente mentira.

Bashar Assad mais cedo aos meios de comunicação: “Toda a região está em fase de redesenhar os mapas, e os países hostis estão agindo para agredir diretamente a Síria depois que suas armas na região falharam”.

“O plano dos Estados Unidos e seus aliados na região é provocar a derrota da Síria, mas o Irã continua apoiando”, disse Assad em uma reunião com o presidente do Comitê de Segurança Nacional do parlamento iraniano, Alaa Eddin Boroujerdi, em Damasco. Síria e vai continuar os esforços para trazer uma solução política “.

O que Assad omitiu em seu comentário é que justamente sua aliança com o Irã é que está levando o seu país a destruição completa.

Segundo um comentarias militar do YnetNews, Ron Ben Yishai, os mísseis que foram destruídos no bombardeio ao depósito, poderiam chegar em qualquer ponto no Estado de Israel. O Povo de Israel encontra-se debaixo de uma constante pressão das nações inimigas, e o povo aguarda ansioso as declarações de Benjamin Netanyahu as 20:00 horas de hoje.

Ainda, segundo o Porta voz do Governo de Benjamin Netanyahu e os meios de comunicação, o assunto principal da declaração está relacionado com o Programa Nuclear do Irã.

Fonte: YnetNews e IsraelHayom – Foto – Mike Pompeo e Benjamin Netanyahu – Israel Government Press Office

Os comentários estão encerrado.