No Iraque entenderam o que em Israel já sabem a anos

Após anos desde intervenção americana na ditadura iraquiana de Sadam Hussein, o país era para viver um momento de renascimento, mas está afundado em violência, corrupção e doutrina xiita extremista. O Iraque que é o berço da civilização e goza de reserva de petróleo praticamente inesgotável, está se tornando refém dos iranianos, que no passado eram seus inimigos mortais. Tudo indica que o povo está acordando para a realidade de fome, miséria, corrupção e xiitas iranianos, a tal ponto que nem mesmo os xiitas iraquianos aguentam mais.

Ontem ocorreu uma segunda noite de protestos sem precedentes na capital iraquiana Bagdá e em outras cidades do país. Os apoiadores do líder xiita Muqtada a-Sadr, juntamente com várias outras organizações, lançaram uma onda sem precedentes de protestos no centro da corrupção e do envolvimento governamental do Irã. Pelo menos nove pessoas foram mortas.

Em resposta aos protestos que paralisaram a capital e as cidades de Tzar e Faluja, o governo de Bagdá declarou um estado de emergência militar e um toque de recolher em algumas partes da capital. Grandes forças militares e milícias xiitas(iranianos) que apóiam o governo estavam em alerta para reprimir a onda de protestos.

No decorrer do dia anterior, pelo menos nove manifestantes, foram mortos a tiros, foram baleados a queima roupa por policiais e militares, eram manifestantes desarmados. Centenas de outros manifestantes ficaram feridos. Os manifestantes gritavam slogans anticorrupção, chamando-os de “traição à pátria” e lealdade do governo a países estrangeiros, neste caso, o Irã é claro.

Durante a noite de ontem, quarta-feira, os manifestantes tentaram invadir o aeroporto de Bagdá, na capital iraquiana. Em resposta a tentativa de invasão, a polícia usou meios para dispersar manifestações e disparou fogo para mantê-los afastados.

Um morador de Bagdá disse a um dos jornais israelenses: “Estamos interessados ​​em liberdade. O Irã nem se preocupa em esconder sua intenção de usar o Iraque como um campo de batalha para se defender nas guerras que começa. Apoio os manifestantes de todo o coração. “

Outro morador de Bagdá e engenheiro, disse: “O que você vê é uma revolução do povo iraquiano contra o pior governo do mundo, uma gangue de ladrões. Venceremos, a vitória será do povo e a morte dos que traíram o Iraque.”

Os moradores do Iraque finalmente estão acordando para a realidade de que seu país está caindo na miséria as custas de virar uma base militar iraniana, e como tal, se a situação continuar, poderá ser completamente destruído. Israel, Estados Unidos e NATO – OTAN, não permitirão que o Irã se estabeleça na região, mesmo que isto custe uma nova operação militar intensa na região. Parabéns povo iraquiano, vocês merecem o governo que esteja interessado no seu bem estar e não em agradar os iraquianos as custas de vocês.

Uma explosão foi ouvida na “área verde” no centro de Bagdá, de acordo com informações divulgadas pela agência de notícias Reuters. A explosão soou em uma área internacional e segura na capital iraquiana, onde estão localizados escritórios do governo e embaixadas estrangeiras. A causa da explosão ainda não está clara.

Fonte: IsraelHayom, Reuters, YnetNews – Imagem: PixaBay

1 comentário em “No Iraque entenderam o que em Israel já sabem a anos”

Os comentários estão encerrado.