Novo conflito em Gaza é uma questão de semanas

Mais uma vez o grupo terrorista do Hamas se recusou a paralisar os protestos diários junto a fronteira com Israel, infernizando os israelenses diariamente.

Segundo uma fonte militar, se não houver um entendimento entre Israel e os árabes de Gaza, uma nova onda de violência é apenas uma questão de dias ou poucas semanas.

Após disparos de mais de 700 mísseis contra Israel, a morte de 4 israelenses e mais de 20 terroristas e civis de Gaza, o fogo foi temporariamente suspenso, mas a região continua como um barril de pólvoras, pode explodir a qualquer momento.

Hamas parece estar perdendo sua força para a organização terrorista do Jihad Islâmico que está disposto a sacrificar ainda mais vidas para sustentar sua doutrina satânica anti-semita que prega o extermínio do Estado de Israel.

Depois de centenas de mísseis, após anos evitando uma política mais agressiva, esta semana as Forças de Defesa de Israel utilizaram novamente a política de extermínio de líderes dos grupos terroristas.

Hamas e Jihad continuam ameaçando o Estado de Israel e as Forças de Defesa de Israel estão mantendo, a pedido do Primeiro Ministro, Benjamin Netanyahu, tanques e forças de combate em torno da Faixa de Gaza, um atrito pequeno pode ser suficiente para queimar toda a pólvora que está no ar, ou seja, voltarem a uma política de agressão mútua.