O cinismo iraniano ultrapassa todos os limites

Todo mundo sabe que quem financia as operações de terroristas iemenitas contra a Arábia Saudita é o Irã. Quem abertamente fala do dever de exterminar o Estado de Israel, os Estado Unidos e até mesmo a Arábia Saudita, é a liderança do Irã.

Pois bem, pelo visto não há limite de quanto uma pessoa pode ser cínica e fazer declarações falsas na ONU e diante da imprensa internacional. Pelo visto, os líderes do Irã passaram a missão para o Ministro das Relações Exteriores da ditadura, e ele conseguiu bater o recorde.

O Ministério das Relações Exteriores do Irã pediu o apoio da Arábia Saudita às medidas americanas destinadas a expandir a embargo da ONU de vender armas a Teerã como uma “piada amarga”.

É importante salientar que quem mais contrabandeia armas ilegalmente para grupos terroristas em todo Mundo é o Irã, agora o tiro está saindo pela culatra, e eles não vão poder continuar se armando pelos dentes e nem mesmo financiando o terrorismo internacional.

A Ditadura e a Censura Continua

As autoridades iranianas anunciaram que um tribunal estadual condenou a morte de Ruhallah Zam, jornalista iraniano que recentemente viveu no exílio em Paris e suas atividades anti-regime ajudaram a desencadear grandes protestos que assolaram a República Islâmica no final de 2017. Nas datas das manifestações contra o regime.

Zam, 47 anos, foi preso pelo Irã em 2009 e depois fugiu para a França, onde se envolveu em atividades anti-iranianas. Em outubro passado, o Irã anunciou inesperadamente que Zam estava em seu território e preso pela inteligência iraniana.

Fonte: YnetNews, IsraelHayom, 0404.co.il

Foto ilustração: Miguel Nicolaevsky – Teerã ao fundo e uma forca em primeiro plano. Fotos da Composição: PixaBay

1 comentário em “O cinismo iraniano ultrapassa todos os limites”

  1. Quem age perversamente é capaz das maiores manobras de cinismo e dissimulação.Isso não é nenhuma novidade!
    Os que os cínicos não contam é que um dia vão prestar juízo ao Criador.
    “Deus tem força para ajudar e para fazer cair”(2 Cr 25.8b).

Os comentários estão encerrado.