O Mal que vem do Norte: Rússia força retirada de Irã e Hezbollah da Síria

Tudo indica que o mesmo cenário descrito por dois importantes profetas da Bíblia está se formando definitivamente. A Rússia está demonstrando que ela é verdadeiramente quem controla a Síria a despeito dos outros atores que são apenas coadjuvantes.

Fugi para segurança vossa, filhos de Benjamim, do meio de Jerusalém! Tocai a buzina em Tecoa, e levantai o sinal sobre Bete- Haquerem; porque do norte vem surgindo um grande mal, sim, uma grande destruição.

Jeremias 6:1

o que me disse o Senhor: Do norte se estenderá o mal sobre todos os habitantes da terra.

Jeremias 1:14

Sabemos que o Profeta Jeremias descreveu estas profecias relacionadas com a primeira destruição de Jerusalém sob o comando dos babilônicos que culminou com a destruição completa da cidade em 587 AC.

Porém o cenário se repetiu durante o Primeiro Século da EC, quando o general Tito, comandando as tropas do Império Romano, destruiu novamente a cidade.

Ambos os conquistadores chegaram atacando pelo norte, pois as muralhas deste lado não estão em uma grande inclinação, o que facilitava muito para uma invasão.

O Profeta Jeremias trata amplamente sobre Gog e Magog em suas visões profética, relacionando os povos gentios que vem pelo norte com este antigo império da antiguidade.

Nada impede que um novo ciclo profético esteja se formando, pois até mesmo o livro do Apocalipse se refere a Gog e Magog como a coalisão do mal, no fim dos tempos, que vai fazer guerra contra o Povo do Eterno, porém será julgada e destruída.

O Livro do Profeta Zacarias mostra um quadro diferente, ele fala de uma situação semelhante onde as nações do norte hão de se levantar contra o Povo Escolhido e a Cidade Santa, mas Judá(O Estado de Israel), irá prevalecer e Jerusalém habitará segura:

Tornei a levantar os meus olhos, e olhei, e eis um homem que tinha na mão um cordel de medir. Então perguntei: Para onde vais tu? Respondeu-me ele: Para medir Jerusalém, a fim de ver qual é a sua largura e qual o seu comprimento. E eis que saiu o anjo que falava comigo, e outro anjo lhe saiu ao encontro, e lhe disse: Corre, fala a este mancebo, dizendo: Jerusalém será habitada como as aldeias sem muros, por causa da multidão, nela, dos homens e dos animais. Pois eu, diz o Senhor, lhe serei um muro de fogo em redor, e eu, no meio dela, lhe serei a glória. Ah, ah! fugi agora da terra do norte, diz o Senhor, porque vos espalhei como os quatro ventos do céu, diz o Senhor. Ah! Escapai para Sião, vós que habitais com a filha de Babilônia. Pois assim diz o Senhor dos exércitos: Para obter a glória ele me enviou às nações que vos despojaram; porque aquele que tocar em vós toca na menina do seu olho. Porque eis aí levantarei a minha mão contra eles, e eles virão a ser a presa daqueles que os serviram; assim sabereis vós que o Senhor dos exércitos me enviou. Exulta, e alegra-te, ó filha de Sião; pois eis que venho, e habitarei no meio de ti, diz o Senhor. E naquele dia muitas nações se ajuntarão ao Senhor, e serão o meu povo; e habitarei no meio de ti, e saberás que o Senhor dos exércitos me enviou a ti. Então o Senhor possuirá a Judá como sua porção na terra santa, e ainda escolherá a Jerusalém. Cale-se, toda a carne, diante do Senhor; porque ele se levantou da sua santa morada.

Zacarias 2:1–13

Nestes dias estamos sendo testemunhas de que a aliança entre Hezbollah e Irã está perdendo sua força, porém o pacto entre Rússia e Síria está se fortalecendo. O Irã e o Hezbollah receberam um ultimato para abandonarem a Síria, caso contrário as Forças de Defesa de Israel continuaram a atacar o país que está abrigando as forças terroristas do Irã.

Esta é a primeira vez que uma pressão real do Estado de Israel está influenciando até mesmo Moscou, mas como sabemos, este quadro poderá acabar se voltando contra o Estado de Israel.

É importante salientar que a profecia descrita em Zacarias só poderia ser cumprida a partir do século XX, pois a cidade sempre habitou dentro de seus muros. Somente com o retorno do Povo de Israel para a região, de forma milagrosa após quase dois mil anos é que a cidade rompeu as barreiras das muralhas. Nos dias de hoje, dentro das muralhas da cidade vivem apenas uma pequena minoria, porém fora dela vivem cerca de 2 milhão de habitantes.

Cabe-nos ficarmos atentos ao desenvolvimento profético e do quadro da política internacional, sempre lembrando que a Palavra de Adonai nos garante a tranquilidade para aqueles que creem e vivem uma vida em temor e amor ao Eterno. O Mundo vive dias difíceis onde a violência e a busca pela riqueza a todo custo estão imperando. Nós porém devemos nos voltar para uma vida na perspectiva da Palavra do Eterno. Estejamos sempre confiantes de que Adonai é quem está no controle de tudo e de todos.

Desde Sião,

Miguel Nicolaevsky