O Verdadeiro Perdão

O Perdão dos Pecados é a maior necessidade do ser humano desde sua queda no Jardim do Éden. O sacrifício provido por Adonai para cobrir a nudez de Adão e Eva não era suficiente para cobrir os seus pecados, serviu apenas como separação parcial do impuro, Adão e Eva, do puro e Santo, Adonai.

‏”וַיַּעַשׂ֩ יְהוָ֨ה אֱלֹהִ֜ים לְאָדָ֧ם וּלְאִשְׁתּ֛וֹ כָּתְנ֥וֹת ע֖וֹר וַיַּלְבִּשֵֽׁם׃ וַיֹּ֣אמֶר ׀ יְהוָ֣ה אֱלֹהִ֗ים הֵ֤ן הָֽאָדָם֙ הָיָה֙ כְּאַחַ֣ד מִמֶּ֔נּוּ לָדַ֖עַת ט֣וֹב וָרָ֑ע וְעַתָּ֣ה ׀ פֶּן־יִשְׁלַ֣ח יָד֗וֹ וְלָקַח֙ גַּ֚ם מֵעֵ֣ץ הַֽחַיִּ֔ים וְאָכַ֖ל וָחַ֥י לְעֹלָֽם׃“‎

E fez YHWH para o homen e para sua mulher vestes de pele e os vestiu. e disse: Eis que o homem é semelhantes a nós sabendo ao bem e o mal, não lance mão e tome também do fruto da árvore da vida e viva para sempre.

Genesis 3:21-22 HMT-W4

O texto acima não demonstra a preocupação de Adonai com a possibilidade do homem viver eternamente, mas sim de viver perdido eternamente, sem voltar ao estado original, onde não havia necessidade de se envergonhar um do outro e nem mesmo de Adonai, pois foi a situação pecaminosa do primeiro casal que os levou ao medo de se mostrarem como estavam, nus.

A Fé em Adonai, ou seja a obediência é a chave para o verdadeiro perdão de pecados

O Exemplo de Abraão

É interessante notarmos que o Patriarca Abraão conhecia muito bem este conceito, ele não era perfeito, mas conhecia muito bem seu criador.

Em toda história de Abraão não vemos praticamente nenhum sacrifício em prol do perdão de pecados, não que isto não tenha ocorrido, mas o autor, Moisés queria deixar claro um princípio muito importante na vida do patriarca, este princípio é a chave para uma verdadeira vida de alguém cujos pecados são perdoados, não uma vez  por ano conforme é aceito e praticado pelo Povo de Israel, mas uma vez e para sempre.

‏וְהֶאֱמִ֖ן בַּֽיהוָ֑ה וַיַּחְשְׁבֶ֥הָ לּ֖וֹ צְדָקָֽה׃

E creu(Abraão) no Senhor e isto lhe foi considerado como justiça

(Genesis 15:6 HMT-W4)

É realmente maravilhoso podermos constatar aqui que Abraão entendeu aquilo que Adão e Eva não entenderam, não é uma questão de lógica ou de conhecimento humano é uma questão de fé e de obediência. Para entendermos melhor de que estamos falando e de quem estamos falando, é necessário portanto entendermos que ambas as manifestações divinas, tanto no Éden quanto diante de Abraão e posteriormente diante de Moisés era necessário a compreensão de que falamos de um relacionamento pessoal com o Eterno na figura do Mashiach YHWH, que é a sua manifestação em forma humana, do contrário, jamais poderíamos suportar o peso de sua sentença:

‏הַנֶּ֥פֶשׁ הַחֹטֵ֖את הִ֥יא תָמֽוּת‎

A alma que perca, esta morrerá.

(Ezequiel 18:4 HMT-W4)

Portanto, jamais poderemos alcançar a salvação de nossos pecados baseados na sentença de morte que paira sobre nossas cabeças, se não fora a provisão do próprio Eterno para nossa salvação na figura de Yeshua, todos já estaríamos mortos, pois a sua misericórdia é quem prolonga nossas vidas e permite a todos os que crer se arrependerem.

‏אָנֹכִ֥י אָנֹכִ֖י יְהוָ֑ה וְאֵ֥ין מִבַּלְעָדַ֖י מוֹשִֽׁיעַ

Eu, Eu sou YHWH e não há Salvador fora de mim.

(Isaias 43:11 HMT-W4)

Desta forma entendemos que somente a manifestação do Salvador, em forma de homem(O Filho Eterno) poderia nos garantir que através da fé e do verdadeiro arrependimento podemos ser perdoados, justificados, conforme o próprio Abraão que se encontrou com YHWH a porta de sua tenda e ainda intercedeu por Ló seu sobrinho, pois segundo as próprias palavras de Moisés, o Eterno jamais poderia se revelar aos homens sem que eles perecessem conforme está escrito:

‏וַיֹּ֕אמֶר לֹ֥א תוּכַ֖ל לִרְאֹ֣ת אֶת־פָּנָ֑י כִּ֛י לֹֽא־יִרְאַ֥נִי הָאָדָ֖ם וָחָֽי‎

E Disse: Não pode o Homem ver a minha face e viver

(Exodus 33:20 HMT-W4)

Então a pergunta é como pode ser que versículos antes está escrito:

וְדִבֶּ֨ר יְהוָ֤ה אֶל־מֹשֶׁה֙ פָּנִ֣ים אֶל־פָּנִ֔ים כַּאֲשֶׁ֛ר יְדַבֵּ֥ר אִ֖ישׁ אֶל־רֵעֵ֑הוּ

“Falava o YHWH a Moisés face a face, como qualquer fala a seu próximo”

(Exodus 33:11 HMT-W4)

Quem Moisés viu quando falava face a face com ele, ou quando viu as suas costas quando foi posto na fenda da rocha?

‏וְהָיָה֙ בַּעֲבֹ֣ר כְּבֹדִ֔י וְשַׂמְתִּ֖יךָ בְּנִקְרַ֣ת הַצּ֑וּר וְשַׂכֹּתִ֥י כַפִּ֛י עָלֶ֖יךָ עַד־עָבְרִֽי׃וַהֲסִרֹתִי֙ אֶת־כַּפִּ֔י וְרָאִ֖יתָ אֶת־אֲחֹרָ֑י וּפָנַ֖י לֹ֥א יֵרָאֽוּ

(Exodus 33:22-23 HMT-W4)

A resposta pode ser encontrada em:

מִ֤י עָלָֽה־שָׁמַ֨יִם ׀ וַיֵּרַ֡ד מִ֤י אָֽסַף־ר֨וּחַ ׀ בְּחָפְנָ֡יו מִ֤י צָֽרַר־מַ֨יִם ׀ בַּשִּׂמְלָ֗ה מִ֭י הֵקִ֣ים כָּל־אַפְסֵי־אָ֑רֶץ מַה־שְּׁמ֥וֹ וּמַֽה־שֶּׁם־בְּ֝נ֗וֹ כִּ֣י תֵדָֽע

Quem subiu ao céu e desceu?
Quem encerrou os ventos nos seus punhos?
Quem amarrou as águas numa roupa? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra?
Qual é o seu nome?
E qual é o nome de seu Filho, se é que o sabes?

(Proverbios 30:4 HMT-W4)

Este texto revela a dinâmica maravilhosa que existem entre o Eterno e seu Filho, na antiga aliança se manifestando como YHWH e na nova aliança se manifestando como Yeshua Hamashiach. Portanto, somente este mesmo Yeshua é a mesma figura que se manifestou no Éden a Adão e Eva que podemos compreender através do que está escrito “Façamos o Homem a nossa imagem e conforme a nossa semelhança” pois sabemos que o Eterno não term forma de Homem, porém Yeshua, o filho veio em forma de homem. Este é o mesmo que se revelou frente a tenda de Abraão e o mesmo que se manifestava na Tenda da Revelação e no Monte Sinai, com forma de homem, porém, na Plenitude do Comunhão com seu Pai Eterno, ambos parte do Adonai Elohainu, Adonai Echad.

Se compreendemos este segredo que se manifestou a nós, poderemos dar um passo adiante e entendermos que no Yom Kippur não é mais necessário que uma vez por ano coloquemos diante dELE os nossos pecados, temos acesso a ELE todos os dias, através do seu Filho Eterno, da confissão de pecados e da fé a verdadeira expiação e o verdadeiro perdão de nossos pecados, diariamente, pelo sacrifício que ELE, Yeshua fez por nós, obedecendo a sua ordem desde a eternidade de se entregar um dia em nosso lugar.

Se não houvesse Kapará e Perdão de Pecados em Yeshua, então quão miseráveis são o Povo de Israel e todos os Cristãos do Mundo, pois todos estaríam completamente perdidos segundo a sentença a que fomos condenados, mas graças do Eterno que ELE mesmo providenciou-no planos de paz, para a nossa redenção conforme está escrito.

כִּי שְׂכַר הַחֵטְא הוּא מָוֶת, אֲבָל מַתְּנָתוֹ שֶׁל אֱלֹהִים הִיא חַיֵּי עוֹלָם בַּמָּשִׁיחַ יֵשׁוּעַ אֲדוֹנֵנוּ

Pois o salário do pecado é a morte, mas a dádiva de Deus é a vida eterna no Mashiach Estua nosso Senhor

(Romanos 6:23 MHNT)

Meu desejo é que neste Yom Kippur você possa junto comigo entender que somente a dádiva de Yeshua pode-nos levar verdadeiramente ao perdão de pecados e a uma nova vida onde se manifestem as boas obras do Eterno Adonai.

 

 

Os comentários estão encerrado.