Obede-Edom – Kiriat Jearim e a Arca da Aliança

Obede-Edom e Kiryat Ye’arim e a Arca da Aliança – Tudo indica que no topo da colina que está ao lado da moderna cidade judaica de Kiriath-Jearim.

Acima do vilarejo árabe israelense Abu Gush ficava a antiga cidade que abrigou por um tempo a Arca da Aliança.

No local existem uma igreja que marca o local do antigo vilarejo e o repouso da Arca da Aliança.

No complexo da igreja se encontra também uma excelente hospedaria e todos os anos na igreja ocorre o festival de música barroca de Abu Gosh que fica simplesmente lotado.

“Convocou, pois, Davi todo o Israel desde Sior, o ribeiro do Egito, até a entrada de Hamate, para trazer de Quiriate-jearim a arca de Deus. E Davi, com todo o Israel, subiu a Baalá, isto é, a Quiriate-jearim, que está em Judá, para fazer subir dali a arca de Deus, a qual se chama pelo nome do Senhor, que habita entre os querubins. Levaram a arca de Deus sobre um carro novo, tirando-a da casa de Abinadabe; e Uzá e Aiô guiavam o carro. Davi e todo o Israel alegravam-se perante Deus com todas as suas forças, cantando e tocando harpas, alaúdes, tamboris, címbalos e trombetas. Quando chegaram a eira de Quidom, Uzá estendeu a mão para segurar a arca, porque os bois tropeçavam. Então se acendeu a ira do Senhor contra Uzá, e o Senhor o feriu por ter estendido a mão à arca; e ele morreu ali perante Deus. E Davi se encheu de desgosto porque o Senhor havia irrompido contra Uzá; pelo que chamou aquele lugar Pérez-uzá, como se chama até o dia de hoje. Temeu Davi a Deus naquele dia, e disse: Como trarei a mim a arca de Deus? Pelo que não trouxe a arca a si para a cidade de Davi, porém a fez retirar para a casa de Obede-edom, o giteu. Assim ficou a arca de Deus com a família de Obede-edom, três meses em sua casa; e o Senhor abençoou a casa de Obede-edom, e tudo o que lhe pertencia.”
(1 Crônicas 13:5–14 ALMEIDA)

Os comentários estão encerrado.