Palestinos a caminho de onda de violência

Curso Herança Judaica do Novo Testamento
Palestinos arrastando palestinos pelas ruas de Gaza em Nov. de 2012.

Líderes palestinos se calam diante de ameaças de prisioneiros de segurança contra o Governo de Israel e podem levar os árabes a caminho de mais uma onda de violência, que pode culminar em uma Intifada.

Após um fim de semana de protestos que causou a morte de um jovem palestino e vários soldados israelenses feridos, parece que esta onda de violência está somente no começo.

A liderança palestina, ao invés de acalmar os ânimos, se cala ou estimula o público a reações que somente fazer o fogo subir. Hoje pela manhã, cerca de 4.500 prisioneiros de segurança devolveram suas refeições aos agentes carcerais em todas as prisões de segurança no país, o que eleva o clima de tensão nas prisões.

O governo de Israel repassou as verbas de impostos destinadas ao governo palestino, junto com isto uma mensagem agressiva de que se o governo de Abbas não incentivar a pacificação da situação, tanto o governo quanto a população sofrerão duras retaliações por parte de Israel, e todos os “avanços” econômicos e diplomáticos conquistados poderão ir por água abaixo.

Os árabes que vivem na região da Samaria e da Judeia se sentiram incentivados a confrontos violentos após a última rodada de agressões entre Gaza e Israel que ocorreram em Novembro de 2012.