Pessach 2020 e um sinal

Shalom Aleichem, Shalom do Alto sobre todos vocês que nos acompanham.

Todas as três principais festas de Israel, que são chamadas de Modai, ou seje “Meus Tempos de Visitação”, pelo próprio Deus, tem um papel importante na história do Povo Escolhido. Os principais eventos históricos e proféticos sempre estiveram relacionados com uma destas festas, e ainda mais em especial, com o Pessach, a Páscoa Judaica.

Diante da atual pandemia, esta é a primeira vez na história do Povo de Israel, desde a saída do Egito, em que a primeira cerimônia do Pessach foi feita somente na célula familiar, em que o público geral de Israel está ciente dos seus motivos.

Ainda houve outro Pessach semelhante a este, mas o relato de seu acontecimento não está descrito em lugar algum, somente subentendido, no ano de 167 AC, ele proibiu os judeus de realizarem grande parte de suas celebrações e mandamento, e como tal, a festa que era pública não pode ser celebrada da mesma forma.

Prenúncio de dois adventos

É verdade que a impossibilidade de celebrar o Pessach em público foi o prenúncio de dois adventos importantes, o primeiro dele foi a Saída do Egito, o que chamamos de Êxodo. O segundo, 162 anos depois daas leis anti-judaicas de Antioco IV, o nascimento de Yeshua, o Mashiach.

Desde o retorno dos judeus do Cativeiro da Babilônia, o povo de Israel celebrava anualmente suas três principais festa descritas na Torah, a Festa de Pessah, a Festa de Shavuot e a Festa dos Tabernáculos, esta tradição foi rompida com a corrupção dos sacerdotes e uma dura disputa política e religiosa entre duas casas sacerdotais, a de Jason e a de Menelau.

Neste Pessach de 2020, cerca de 2.000 anos depois, o Povo de Israel já retornou de sua longa diáspora e a unidade o permitiu festejar todos os anos as três importantes festas. Justamente este ano, quando a diversidade política chegou a um conflito sem precedentes, com três eleições em menos de um ano, chegou ao país o Coronavírus, impedindo o Povo de Israel de realizar, após 2000 anos, a Festa de Pessach de forma pública.

Não tenho base bíblica para defender esta tese, mas como costumamos dizer em Israel, em se tratando do Povo de Israel, nada é coincidência, tudo indica que Adonai tem seus meios de alertar o seu povo, e isso ninguém pode mudar. Diante disso, me cabe apenas dizer que devemos estar atentos aos acontecimentos e orar para que nossos líderes sejam sábios em suas decisões, afinal de contas, disso depende a vida de milhões de pessoas em todo o Mundo.

A todos, Pessach Sameach, Feliz Páscoa,

Miguel Nicolaevsky

2 comentários em “Pessach 2020 e um sinal”

  1. Nossa Miguel,aqui nós cristãos estamos entendendo tudo isso como um chamado do Senhor ao arrependimento,agora vc trouxe mais luz sobre esses fatos.

Os comentários estão encerrado.