Prêmio nobel de PAZ: Os países podem aprender com Israel como combater o Terrorismo

As declarações foram feitas por Lord David Trimble, um político britânico que recebeu o Prêmio Nobel de PAZ.

Combater e lidar com o terrorismo islâmico, a Grã-Bretanha precisa aprender de Israel. As declarações de Lord David Trimble, Prêmio Nobel de PAZ e ex-Membro do Governo Britânico foram incialmente publicadas no mais importante Jornal Britânico, o Telegraph.

Lord David Trimble e Robert Quick foram ainda mais longe, declararam: Mantenha a calma e trabalhe com Israel para derrotar a ameaça à segurança do Estado Islâmico.

Com o ataque a Mosul em seu décimo primeiro dia e um iminente ataque por os EUA e seus aliados sobre Raqqa, a Grã-Bretanha está bloqueada em conflito no exterior com um inimigo que ameaça diretamente a nossa casa.

A avaliação dos serviços de segurança é que, mesmo se o Califado do Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIS) forem derrotados, vamos estar correndo risco significativo de terrorismo islâmico em casa como seus combatentes dispersos e se concentrarem em operações externas contra a nossa e outras nações democráticas. Na sequência de vários ataques mortais, as cidades europeias já estão em alerta máximo e as autoridades em todos os lugares estão expandindo para responder à escala da ameaça.

Os cidadãos em todo o continente estão fazendo perguntas legítimas sobre a sua segurança, bem como a forma de sustentar os valores liberais e democráticos de nossas sociedades em face desta ameaça brutal. Para prevalecer, temos de estar unidos, sermos realista sobre a ameaça mortal que enfrentamos, e taticamente astutos na forma como mitigar e, eventualmente, derrotar o seu modus operandi de indiscriminados, ataques para atingir o máximo de vítimas.

Dadas as calúnias contra Israel – que não menos emanam dos mesmos propagandistas islâmicos que residem aqui no Reino Unido que odeiam o Ocidente e este país também – é talvez surpreendente para alguns que encontramos Israel um farol de esperança nesta luta em uma recente visita de averiguação.

Acompanhado por líderes políticos e policiais de outras nações democráticas, incluindo oficiais do FBI, polícia nacional e outras forças internacionais australianas, nosso objetivo é examinar estratégias antiterroristas de Israel mais de perto e tirar lições de como nossos países podem enfrentar a escalada das ameaças terrorista.

O terrorismo contra civis inocentes tem sido uma característica constante da experiência de Israel, mesmo antes de ser um Estado independente. Em ondas anteriores de terrorismo, civis israelenses foram feitos em pedaços em ônibus públicos e centros comerciais diariamente. Mais recentemente, Israel vinha enfrentando uma onda de vários ataques diários de pequena escala utilizando punhais, facas, machados ou outros instrumentos disponíveis, bem como atropelamento de carros. Como tal, o país aprendeu com a experiência amarga e tornou-se extraordinariamente resistente, e capaz de lidar com tensões até recentemente inimaginável para os formuladores de políticas europeus, enquanto ainda está florescendo como uma nação democrática e economicamente bem sucedido.

A reportagem do Telegraph mostra de forma assombrosa como o Estado de Israel de uma nação que virou saco de pancada do ocidente está se tornando a esperança e alternativa as ações do terrorismo Mundial. Penso que até mesmo o Brasil têm muito que aprender com este pequeno país que vive no meio de nações inimigas e muito maiores do que ele, prevalecendo como David Trimble disse, democrático, florescente e sólido economicamente, viva o Estado de Israel, o Povo de Israel e o Deus de ISRAEL!