Primeiro Ministro do Sudão: Podemos normalizar relações com Israel

As negociações para o estabelecimento de relações entre Israel e o Sudão foram aceleradas e altos funcionários do Sudão disseram à Reuters esta noite (quinta-feira) que “o primeiro-ministro Abdullah Hamduk continuará as medidas tomadas pelo presidente do Conselho Provisório de Soberania Abd al-Fatah al-Burhan para estabelecer relações com Israel se o conselho o legislativo, uma vez formado, vai aprovar a decisão de normalizar a relação. “

Deve-se notar, entretanto, que tal movimento não deve acontecer imediatamente, uma vez que o Conselho Legislativo Sudanês ainda não foi estabelecido. No Sudão, deve-se lembrar, um governo civil de transição está agora no controle ao lado de um conselho militar, e eles servirão nos próximos anos até que eleições gerais e democráticas sejam realizadas no país, pela primeira vez desde a derrubada do ditador Omar al-Bashir no ano passado.

Até o momento, o governo de Hamduk recusou qualquer tentativa dos EUA de pressionar por um acordo com Israel, após os acordos de paz no Oriente Médio entre Israel e os Emirados Árabes Unidos e o Bahrein. Contrariamente à posição do governo, o Conselho de Soberania Militar do Sudão, chefiado pelo general Abdel Fattah al-Burhan, tem mostrado intenções positivas de estabelecer relações com Israel, embora vários movimentos no país africano se oponham.

O próprio Al-Burhan foi quem se encontrou com o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu em fevereiro deste ano em Entebbe, Uganda. Depois dessa reunião, al-Burhan foi criticado em seu país, mas afirmou: na época: “Encontrei-me com Netanyahu por causa do meu status e responsabilidade de manter a segurança nacional e a realização dos interesses do povo sudanês”.

Fonte: YnetNews

2 comentários em “Primeiro Ministro do Sudão: Podemos normalizar relações com Israel”

  1. Shabat Shalom….outros desendentes de Abraão se unindo a Israel…Adonai certamente se alegra e Abraão q vive como Yeshua vive, tbm se alegra… se todos os desendentes de Abraão fosem unidos q bençao seria…

Os comentários estão encerrado.