Rumores de Guerra: Irã está levando o Mundo ao caos junto com ela

Após os ataques que as milícias financiadas pelo Irã fizeram aos navios petroleiros, a corda no pescoço do Irã poderá levar o Mundo inteiro ao Caos, em uma guerra sem precedentes, onde o preço do petróleo se tornará astronômico e muitas economias poderão simplesmente entrar em colapso total.

A Arábia Saudita informou no dia 13 de Maio que dois de seus petroleiros foram sabotados, e uma companhia norueguesa informou que um de seus petroleiros também foi danificado na mesma área, perto do Estreito de Hormuz.

O quarto navio pertencia aos Emirados Árabes Unidos, que, como a Arábia Saudita, é um inimigo declarado do Irã.

Uma organização da indústria internacional de petroleiros, a Intertanko, disse em um comunicado que seus representantes viram “evidências fotográficas” de que “pelo menos dois navios têm buracos no seu lado devido aos disparos de uma arma”.

O Irã tentou afastar as sugestões de que estava por trás da sabotagem, mas tudo indica que se não foi diretamente eles, o ataque foi financiado por eles.

A política do Irã agora é, “Se não posso exportar petróleo para ninguém, ninguém exportará petróleo também.” mas a criminalidade iraniana acabará voltando para ela como bumerangue, os Estados Unidos já enviaram para o Golfo a maior força militar na região até agora.

Em uma reunião dos principais assessores de segurança nacional dos Estados Unidos e do Presidente, Donald Trump na última quinta-feira, o secretário de Defesa Patrick Shanahan apresentou um plano militar atualizado que prevê o envio de até 120 mil soldados ao Oriente Médio caso o Irã ataque as forças americanas ou acelere o trabalho com armas nucleares, disseram autoridades do governo a imprensa internacional.

Na segunda-feira, Donald Trump foi perguntado se ele estava buscando uma mudança de regime no Irã, sua resposta foi:

“Vamos ver o que acontece com o Irã. Se eles fizerem alguma coisa, isto será um erro terrível, será seu fim.”

O governo do Irã já demostrou ser um tanto irresponsável, começando por bilhões de dólares que foram desviados para investir em milícias que apoiaram o regime criminoso de Bashar Assad, exterminando seu próprio povo. Além disso, outros bilhões foram parar nas mãos de grupos terroristas como o Hamas e o Hezbollah, e usados em atentados e rodadas de violência contra o Estado de Israel e o Povo Judaico.

Se os iranianos continuarem em seu caminho rumo a violência ou ao enriquecimento do urânio, eles estarão abrindo as portas para a máquina mortal americana, e com toda a razão, é melhor uma guerra sanguinária com o Irã longe de suas fronteiras do que futuramente os Estados Unidos e Israel receberem mísseis nucleares sobre suas cabeças. Não somente o governo iraniano pagará muito caro por sua teimosia, mas também muitos dos seus cidadãos, este é o preço por colocar endemoniados radicas como líderes de uma nação.

Quando as aeronaves americanas sobrevoarem o território do Irã e os porta-aviões a cercarem, não adiantará mais querer negociar, chorar e voltar atrás, será tarde demais. Agora ainda há tempo de recuar, porém, mais alguns dias isto poderá se tornar impossível. Viveremos e veremos o que este conflito atual vai gerar.