ALERTA: Israel atacou no sul da Síria

A mídia síria relatou nesta manhã de quarta-feira que ocorreu um ataque a Tel Elhara e à província de Quneitra no sul da Síria, não muito distante das colinas de Golan em Israel. A televisão estatal síria informou que o ataque foi atribuído a Israel, e teria começado por volta das 00:40 horas, quando um número de mísseis superfície-superfície foram disparados contra alvos no sul da Síria a partir das colinas de Golan.

Segundo o relatório sírio, os sistemas de defesa aérea foram usados ​​contra “mísseis hostis” e aviões israelenses, a oeste de Damasco, na área região de al-Rota. Por vota das 1 da manhã foram ouvidas mais duas explosões, uma na área de Quneitra e outra na área de Tel al-Hahara, perto de Quneitra.

De acordo com relatos na mídia árabe, a principal onda de ataques foi dirigida contra uma base iraniana que foi estabelecida em Tel al-Hara, um alvo estratégico nas colinas sírias de Golan, onde as forças da Guarda Revolucionária e do Hezbollah estam concentradas.

A mídia árabe cita fontes sírias dizendo que este era um alvo estratégico que foi atacado por mísseis superfície-superfície lançados das colinas de Golan, assim como outra onda de ataques de mísseis disparados por caças. De acordo com relatos árabes, a base em Tel al-Hara foi completamente destruída e no local tem muitos mortos e feridos.

Ainda ontem, na ONU, o representante chefe do Estado de Israel, Dani Danon advertiu a comunidade internacional de que as consequências do estabelecimento de forças iranianas e do Hezbollah na região do sul do Líbano e do Golan na Síria poderiam ser catastróficas. Se as informações de que Israel realizou o ataque durante a madrugada estão corretas, esta foi a resposta e cumprimento de ameaça de Israel mais rápido da história.

A presença iraniana e do Hezbollah na região poderá levar ao delicado cessar fogo na região a desmoronar e por consequência, desencadear uma guerra regional, que ninguém sai vencedor, todos perdem e milhares de pessoas podem morrer por pura teimosia e ignorância dos extremistas xiitas.

Foto Ilustração: PixaBay – Fonte: IsraelHayom, YnetNews, 0404.co.il