Segundo imprensa estrangeira: Israel destruiu base de mísseis da Síria

Curso Herança Judaica do Novo Testamento

Segundo imprensa estrangeira este é o quinto ataque das Forças de Defesa de Israel nos últimos meses, a imprensa e o governo Israelense não confirmam os incidentes, e por algum motivo, até mesmo o governo da Síria não se apressa em responder aos ataques.

Segundo as fontes, o ataque destruiu uma base de mísseis na região do litoral norte da Síria, junto a cidade de Latakia, às margens do Mar Mediterrâneo, a região balnearia da Síria.

Ainda segundo a imprensa estrangeira, em 5 de Julho deste ano, o IDF teria atacado depósitos de mísseis sírios nesta mesma região, os mísseis segundo as fontes poderiam ser utilizados por forças sírias para para atacar cidades litorâneas de Israel e corriam o risco de serem repassadas ao grupo terrorista do Hezbollah que é o principal parceiro do governo da Síria na guerra civil que está ocorrendo na região.

Em 5 de Maio, segundo a imprensa estrangeira o IDF teria atacado um centro de pesquisa de armamentos e uma base aérea militar síria não muito distante da capital do país, Damasco.

Dia 3 de Maio, segundo a imprensa estrangeira houve um ataque aéreo ao aeroporto de Damasco, segundo as fontes, foi destruído um depósito contento Mísseis Terra-Terra de longo alcance e Mísseis do tipo Scud que segundo o serviço secreto, estavam sendo preparados para serem contrabandeados para o Hezbollah, o maior grupo terrorista existente no Líbano.

Dia 17 de Janeiro, segundo a imprensa internacional, o IDF seria o responsável pelo ataque a uma base junto a Damasco e pela destruição de mísseis SA-17 que são utilizados em baterias anti-aéreas, os mísseis estavam prontos para serem contrabandeados para o Hezbollah no Líbano.

O Governo de Israel por sua vez não confirmou oficialmente nenhum destes ataques, mas sempre que perguntado sobre o assunto, declara que Israel usará de todos os meios para garantir a segurança de sua população mediante as ações de seus inimigos.