Síria ameaça Israel: Teremos que atingir aeroporto Ben Gurion?

Síria ameaça Israel: O Embaixador da Síria ameaçou ontem atingir aeroporto Ben Gurion após contra-ataque de Israel, ele falou para os representantes do Conselho de Segurança da ONU:

“Ponham fim nisto, será que teremos que atacar o aeroporto Ben Gurion?”

O representante da Síria somente esqueceu de que o incidente onde as Forças de Defesa de Israel destruiram diversos alvos iranianos na Síria, não começou por causa de Israel, mas sim por causa da constante tentativa iraniana de fortalecer sua presença no país, montando bases de mísseis, o que resultou em um disparo desde o aeroporto de Damasco contra a Estação de Esqui no Monte Hermon.

A ameaça da Síria pode até parecer muito perigosa, mas existe uma grande diferença entre ameaça e fato, o fato é que se por acaso isto acontecer, a resposta das Forças de Defesa de Israel serão esmagadores e a Síria vai se afundar em auto-destruição. Além disso, dificilmente um caça ou míssil da Síria e do Iran chegariam ao centro do país, eles provavelmente seriam destruídos bem antes disso.

Iran manipula organizações terroristas em Gaza

Além disso, foi o Iran, através do seu general, Qasem Soleimani, o chefe geral das forças armadas do exército iraniano quem deu ordem para atirar ontem contra os soldados de Israel junto a fronteira com Gaza. O dinheiro iraniano ainda é o “oxigênio”que permite a sobrevivência destas organizações terroristas conforme demonstrou muito bem ontem, o representante de Israel na ONU, Dani Danon.

Dani Danon esteve falando em alto e bom som como o dinheiro iraniano alimenta o terrorismo do Hezbollah e na Faixa de Gaza, além da tentativa constante dos iranianos de se fortalecerem dentro da Síria. O objetivo da República Islâmica do Irã é ameaçar a existência do Estado de Israel, mas o Estado de Israel não recuará, fazendo tudo que é necessário para impedir a formação das infra-estruturas iranianas na Síria.

Rede do terror financeiro do Irã no Oriente Médio
– Síria: 4 bilhões de dólares
– Hezbollah (Líbano): 1 bilhão de dólares
– Proxies xiitas (Iraque): centenas de milhões de dólares
– Houthi rebeldes (Iêmen): dezenas de milhões de dólares
Jihad Islâmica e Hamas (Gaza): 120 milhões de dólares
TOTAL: ~ 7 $ BILHÕES