Tenente-coronel das Forças de Defesa de Israel foi morto em operação especial

Forças de Defesa de Israel – O tenente-coronel M. foi morto neste domingo e outro oficial foi moderadamente ferido em uma operação especial da IDF dentro da Faixa de Gaza, durante a qual irrompeu uma troca de tiros entre a força de Israel e agentes terroristas palestinos. O oficial que foi morto é oficial de maior patente da IDF que foi morto desde a operação “Tzuk Eitan”(Rochedo Forte), e foi levado para o Soroka Medical Center em Be’er Sheva.

Na operação militar complexa, foram mortos também sete terroristas da ala militar do Hamas.

O porta-voz da IDF disse em um comunicado que “um oficial das Forças de Defesa de Israel, o tenente-coronel M., caiu durante a noite em uma operação especial dentro da Faixa de Gaza. Um porta-voz da IDF já efetuou um comunicado a sua família. As Forças de Defesa de Israel compartilham da perda e tristeza da família e continuará a acompanhá-la e apoiá-la.”

O Centro Médico Soroka informou esta manhã que o combatente que ficou moderadamente ferido está estável. Ele foi operado durante a noite e agora está na unidade de terapia intensiva. O Presidente Reuven Rivlin emitiu uma mensagem de condolências: “Estou chocado e ferido com a perda de um oficial das Forças de Defesa que foi morto esta noite e oro junto com todos os cidadãos de Israel para curar o soldado ferido. Um bravo abraço de todos os nossos combatentes que estão guardando a terra a esta hora e garantindo nossa segurança “.

Após a operação militar na Faixa de Gaza e o ataque da força aérea, os palestinos dispararam 17 foguetes contra Israel e muitos deles foram ouvidos durante a noite toda. Os combatentes do Domo de Ferro interceptaram três lançamentos. Desde 1:15, nenhum foguete foi disparado. Batalhões do Exército, atualmente em treinamento, foram mobilizados para reforçar os combatentes na fronteira de Gaza.

O comandante do Comando Sul emitiu uma ordem de zona militar fechada para as estradas entre o 232 e o oeste até a fronteira da Faixa de Gaza. O movimento é permitido apenas aos moradores da área.

O Comando da Frente Interna anunciou ontem o cancelamento de estudos nas proximidades de Gaza. As ferrovias de Israel disseram que, seguindo a diretriz das forças de segurança, a linha férrea Ashkelon-Be’er Sheva não funcionaria. Os trens do norte terminarão seu percurso na estação de Ashkelon e as estações de Sderot, Ofakim e Netivot permanecerão fechadas.

Uma declaração oficial emitida pela ala militar do Hamas disse que “uma unidade especial do exército israelense penetrou na Faixa de Gaza, a uma profundidade de 3 km, por meio de um veículo civil na área da mesquita de Ismail Abu Shanab, a leste de Khan Younis. A força matou o comandante da ala militar do Hamas, Nur Barakeh. Depois que a força foi exposta e nossos combatentes reagiram, os aviões da IAF entraram na área e começaram a bombardear para encobrir a retirada da força, o que levou à morte de “nosso povo”. O evento continua e nossas forças estão agindo contra a perigosa agressão sionista “.