Tratamento em Israel com 100% de sucesso contra o COVID-19? Muito cuidado!

COVID-19 – Ontem, o Jerusalem Post publicou uma matéria com um título bombástico, e a imprensa em Israel repetiu como papagaio, sem se quer refletir e pensar no assunto, tudo por “notícia”:

Em pesquisa preliminar, tratamento em Israel ajuda 100% dos pacientes com coronavírus testados

Pois bem, o título promissor não promete nada além de uma boa manchete e um rating muito grande. A turma do Jerusalem Post sabe que tem muita gente em casa, ansiando por uma cura para o Coronavírus, ou mesmo uma vacina, o que é algo que devemos questionar o quanto uma notícia como esta deve ser levada a sério.

Para mim, não tenho dúvidas, esta matéria está longe de ser uma boa notícia, o máximo que ela é, um artifício que visa mudar o tráfego de internautas para as páginas do JPOST.com, nada além disso. Para afirmar isso, vamos analisar juntos a matéria em si.

Seis pacientes em Israel participaram de terapia experimental contra a infecção do novo coronavírus no fim do mês de março, um sétimo caso também começou o tratamento em abril. De acordo com a empresa farmacêutica Pluristem, todos eles estavam na UTI com Covid-19, com respiradores, e sofrendo de síndrome respiratória aguda. Após os testes, que duraram uma semana, todos apresentaram melhora e sobreviveram.
JPOST

Dizer que o sucesso em apenas 6 pacientes, enquanto milhões estão em perigo e dezenas de milhares já morreram, promete 100% de cura para todos os outros, é simplesmente um absurdo total. Pesquisas sérias de tratamento não podem ser feitas com meia dúzia de pessoas, mas no mínimo centenas ou milhares de testes. Isto leva as vezes 1 a 2 anos.

Talvez as pessoas não tenham morrido, mas não sabemos quais serão também as contra-indicações. Não sabemos qual será a reação ao tratamento que passaram estas pessoas, e somente o tempo dirá se os sintomas após a cura são toleráveis ou fatais.

Enfim, antes de sair comemorando, pense bem em cada notícias que você lê, afinal de contas, se tratamentos revolucionários não forem antes aprovados pela Organização Mundial de Saúde e os Ministérios de Saúde das principais países ocidentais, não adianta soltar fogos, ainda não está chovendo, são apenas pequenos chuviscos. Mais uma vez, fuja das fakenews, a pior mentira não é a que todos sabem o que ela é, mas as meias verdades, como esta no título da matéria que está sendo divulgada agora em muitos sites de notícias no Brasil e no Mundo.

Nosso desejo não é desanimar, mas auxiliar a vocês a não cair em qualquer promessa de salvação, apoiem-se sim no Eterno e discernem tudo que vocês estão lendo, provem se é bom ou não, se é verdade ou não.

Saudações desde Sião.

Miguel Nicolaevsky

1 comentário em “Tratamento em Israel com 100% de sucesso contra o COVID-19? Muito cuidado!”

Os comentários estão encerrado.