Trégua entre Israel e Hamas ou apenas desespero momentâneo?

Cada rodada que passa de violência entre o Hamas e Israel, menos se acredita na possibilidade de uma trégua real, e a pergunta não é se a violência vai voltar, e sim quanto tempo a trégua vai resistir. Algumas vezes são apenas alguns dias e outras vezes pode durar meses. A minha esperança é que desta vez seja um início de uma solução pelos constantes impasses entre a organização terrorista e o Estado de Israel.

Fontes da organização Hamas disseram ao canal libanês Al-Mayadin que, como parte dos acordos com Israel, foi decidido instalar a linha 161, que é a conexão direta de eletricidade de Israel a Gaza, bem como aumentar a voltagem da eletricidade. De acordo com as fontes, também foi acordado estabelecer uma linha de combustível de Israel até a usina em Gaza com financiamento do Catar e trazer equipamento médico para lidar com o coronavírus. Fontes observaram ainda que foi decidido começar a implementar grandes projetos estratégicos em favor da redução do desemprego na Faixa.

A passagem de fronteira em Kerem Shalom também voltará às operações de rotina, incluindo a importação de combustível para a Faixa de Gaza, a partir de amanhã. Isso foi relatado pela unidade de coordenação das operações governamentais nos territórios. Também foi informado que a área de pesca na Faixa será estendida inicialmente para 15 milhas náuticas. “O retorno da política civil para a Faixa de Gaza ao seu antigo estado está condicionado à continuação da paz e da estabilidade da segurança”. “Se o Hamas, que é responsável pelo que está acontecendo na Faixa de Gaza, não cumprir suas declarações, Israel agirá de acordo.”

Fontes em Israel se referiram ao anúncio do Hamas de uma trégua e disseram que a passagem de Kerem Shalom seria totalmente aberta amanhã e a área de pesca seria devolvida ao seu estado anterior. Eles também observaram que a discussão sobre a promoção de projetos civis na Faixa de Gaza continuará, juntamente com a cessação do influxo de balões incendiários e explosivos contra Israel. Ao mesmo tempo, uma quota de dinheiro dupla será transferida em nome dos catarianos com o valor dos últimos dois meses, além ajuda do combate ao Coronavírus.

Este pode ser um bom começo, mas tudo vai depender do Hamas se a trégua vai ser mantida ou não, se realizar atentados, disparos de mísseis e até mesmo simplesmente preparos para atentados, como o contrabando de armamento, as Forças de Defesa de Israel não ficarão de lado observando, voltarão a atacar em Gaza.

Fonte: YnetNews

Foto: Porta-voz da IDF, embarcação militar em frente a GAZA

2 comentários em “Trégua entre Israel e Hamas ou apenas desespero momentâneo?”

  1. Pelas quantidades de vezess que o Hamas fechou acordo com Israel e depois o quebrou,é quase certeiro dizer que assim que quiser,o Hamas voltará a atacar Israel,traiçoeiramente,quebrando o acordo.
    Só que eu acho que Israel tinha de revidar duríssimamente e não como vem fazendo,pois desta maneira não intimida ninguém.
    “Restaura-nos,ó SENHOR Deus dos Exércitos,faze resplandecer o teu rosto,e seremos salvos”(Sl 80.19).

Os comentários estão encerrado.