Universidade de Oxford para Israel: Nossa vacina é eficaz

Nas últimas semanas, o Ministério da Saúde tem mantido contatos muito avançados com a empresa farmacêutica Astra Zenika e a Universidade de Oxford na Inglaterra, para a compra de vacinas para o coronavírus.

Este é o segundo acordo que se espera que seja assinado para levar uma vacina contra o COVID-19, o quanto antes ao Estado de Israel, após a assinatura de intensão de compra com a empresa americana “Moderna” há cerca de um mês atrás.

Ao mesmo tempo, a empresa mantém contatos com outras empresas farmacêuticas. Os contatos ocorrem no contexto de um anúncio da Universidade de Oxford, no Reino Unido, que está realizando pesquisas sobre o medicamento em conjunto com a empresa farmacêutica “Astra Zenica”, segundo a qual os resultados do primeiro ensaio clínico mostram que a vacina é eficaz quando aplicada em pacientes saudáveis.

Uma fonte do sistema de saúde disse ao site de notícias de Israel, YnetNews que “em Israel eles entendiam que não podiam confiar apenas na empresa Moderna”. Deve-se notar que a distribuição de vacinas entre os países será realizada por organizações internacionais, a fim de impedir a prioridade de certos países, mas os contatos que o ministério realiza são com a própria empresa farmacêutica.

A Astra Zenika em Israel respondeu: “Como parte dos esforços para tornar a vacina acessível, foi decidido que órgãos e organizações internacionais gerenciarão a futura distribuição da vacina entre os países do mundo. Após a última fase do estudo, a “Astra Zenika está trabalhando constantemente com o Ministério da Saúde para tornar as vacinas acessíveis também aos cidadãos israelenses”.

1 comentário em “Universidade de Oxford para Israel: Nossa vacina é eficaz”

Os comentários estão encerrado.