Visita do Presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva no Yad Vashem

Em 16 de março de 2010 efectuou uma visita ao Yad Vashem, o Presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva, acompanhado de sua esposa, Sra. Marisa Letícia Lula da Silva e uma comitiva de grande porte, sendo promovida pelo presidente do Yad Vashem, o rabino Israel Meir Lau. Presidente brasileiro foi acompanhado durante a visita ao Museu da História do Holocausto e da Câmara dos nomes pelo Dr. Abraham Milgram, o Yad Vashem. Durante a visita ao museu o presidente Lula reuniu-se em história da Feira das Nações Luiz de Souza Dantas, que salvou centenas de judeus durante o Holocausto. Durante a visita, o presidente brasileiro expressou seus sentimentos, dizendo: “Como as pessoas podem cometer tais atos cruéis contra outros seres humanos?”. O presidente também expressou sua admiração pela forma como o memorial existente no Hall dos Nomes.

No museu, o rabino Lau disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, juntamente com a foto de Buchenwald em parece ser uma criança sobrevivente do Holocausto: “Você é o primeiro presidente brasileiro a visitar Israel. No Brasil é uma comunidade judaica muito quente para você que detém em alta estima. Eu sei que está no caminho certo para se reunir com o presidente do Irão e quero aproveitar esta oportunidade de me dirigir, e não como político mas como um garoto de Buchenwald, para pedir em meu nome, o presidente do Irã para entrevistar-me em qualquer lugar ea qualquer momento, porque tenho a convicção de que se eu escutar, como testemunho vivo do inferno – eu posso provar que ele estava errado e enganador, com a sua negação do Holocausto, e que o direito de Israel de não existir está em dúvida. ”

Mais tarde, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou na cerimónia de comemoração no Hall of Remembrance, na presença do presidente de Israel, Sr. Shimon Peres, eo presidente do Yad Vashem, o rabino Israel Meir Lau. Ele encerrou sua visita com um passeio do Monumento à Criança.

Antes de ingressar no Children's Memorial Presidente Lula da Silva o rabino Lau disse que em sua opinião a humanidade cometeu dois crimes: um, o Holocausto ea escravidão outros. Um rabino Lau disse que concordava com ele, mas que você acha que a escravidão acabou no momento em que Nelson Mandela foi eleito presidente da África do Sul e Barack Obama – Estados Unidos. “Infelizmente não posso dizer que agora é o fim das ameaças de um novo Holocausto quando ouço expressões do presidente do Irã, que questiona a própria existência do povo judeu no Estado de Israel.”

No final da sua visita, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou o livro de visitas e recebeu das mãos do livro do rabino Lau “Para que você ensine as gerações futuras.” Nessa ocasião, ele disse:

“A visita a este museu é uma obrigação para quem pretende conduzir uma nação. Brasil me levou ao conhecimento do que pode acontecer quando a irracionalidade toma os seres humanos. Não podemos permitir que um evento como o Holocausto aconteça novamente. Dizemos nunca, nunca mais.”